Coimbra

Eis “as prendas” dos vendedores da Feira dos 23 para os candidatos a primeiro-ministro

Susana Brás | 2 meses atrás em 23-02-2024

O NDC esteve na manhã desta sexta-feira, 23 de fevereiro, na Feira dos 23, em Bencanta, Coimbra, para ver as modas e também para saber qual “a prenda” que os vendedores ofereciam aos candidatos a primeiro-ministro.

PUBLICIDADE

Com as eleições à porta, começámos por tentar saber se irão votar nas eleições de 10 de março. Há quem diga que não o irá fazer, outros dizem que ainda não sabem em quem vão votar.

Maria Fernandes vendedora de produtos hortícolas adianta que são todos iguais.” Hoje só vi aqui a AD, não anda cá mais ninguém. Também daqui não levam nada”, refere.

PUBLICIDADE

publicidade

Quando entramos no corredor da roupa e do calçado encontramos o “fenómeno” Rei da Cueca. O seu pregão náo deixa ninguém indiferente.

Nelson Martins sempre bem disposto e brincalhão vai chamando a clientela que não resiste e acaba por comprar nem que seja uma peça.

PUBLICIDADE

O jovem de 31 anos começou por agradecer ao NDC que colocou o Rei da Cueca na ribalta. “Já fomos a vários programas de televisão divulgar o nosso produto graças ao NDC. Foi num direto vosso em 2022 que a jornalista batizou a banca de Rei da Cueca e o nome pegou e está a ser um sucesso”.

E uma vez mais o feirante foi desafiado pelo  NDC. O que oferecia aos candidatos a primeiro-ministro. As prendas são boxers e cuecas, os desenhos é que podem surpreender.

Ao candidato do PS, Pedro Nuno Santos, coube um boxer que “irá dar mais nas vistas”em tons de laranja e com uma tartaruga.

O boxer com “o macaco e a sua banana” vai para Luís Montenegro da AD, com a promessa que “irá assentar muito bem”, salienta o vendedor, garantido que “é em algodão e não vai fazer comichão”.

Nelson Martins teve que pensar e mexer um pouco nos vários artigos que estavam expostos para tirar o boxer “à maneira de André Ventura do Chega, com sorrisos, brincadeiras, com verdades bem ditas e outras mal ditas”, diz o jovem.

Para Rui Rocha da IL  e Paulo Raimundo da CDU  a escolha recaiu “em papagaios”, só muda a cor.
O jovem pretende deixar Rui Tavares do Livre “sexy, mais provocante”.

Para Maria Mortágua será uma cueca de renda branca “irá assentar-lhe que nem uma luva”, remata o comerciante, que escolheu uma cueca em renda rosa para Inês de Sousa Real.

Fernando Monteiro, não irá votar, mas admite que “é mais de direita”. O proprietário da Salsicharia Monteiro de Castro Daire, começa por dizer que para Pedro Nuno Santos vai o salpicão.

O candidato do PS “já provou no Bussaco e gostou”, contou o comerciante, adiantando que a Luís Montenegro dava um “presunto com osso”.

Ao candidato do Chega, André Ventura dá  “o presunto sem osso”. “Uma alheira para Rui Rocha” e para a Mariana Mortágua “uma moira”.

Para o Paulo Raimundo da CDU, o empresário oferecia ” um bocado de carne salgada, porque os comunistas são um bocadinho salgados”.

Já para Rui da Tavares do Livre o presente seria “um queijo”.

A candidata do PAN é que fica a ver navios. ” Não come carne, tinha que lhe oferecer um gato ou um cão”.

António Santos é vendedor de bacalhau há 43 anos e diz que o “poder de compra caiu muito, não há dinheiro”.

“Vamos esperar que isto anime com as eleições”, adianta o  comerciante de Vagos, acreditando “que os políticos olhem para os pequenos comerciantes”.

Este feirante oferecia um bacalhau da Islândia a Pedro Nuno Santos e outro a Luís Montenegro. 

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE