Conecte-se connosco

Coimbra

Documentários no Teatro da Cerca de São Bernardo em Coimbra assinalam 40 anos

Publicado

em

O Teatro da Cerca de São Bernardo (TCSB), em Coimbra, apresenta em abril e maio uma programação com dois ciclos de documentários, teatro, poesia e debates, “especialmente dedicada aos 40 anos do 25 de Abril”.

As comemorações começam na quarta-feira, dia 02 de abril, com a exibição do filme “Que farei eu com esta espada?”, de João César Monteiro, anunciou hoje A Escola da Noite, companhia profissional de teatro sediada em Coimbra, no TCSB, e responsável pela programação e gestão deste espaço municipal.

Um dos ciclos de documentários, organizado pela companhia e pelo Centro de Documentação 25 de Abril (CD25A) da Universidade de Coimbra, com o apoio da Casa da Achada/Centro Mário Dionísio, reúne uma dezena de “documentários realizados nos anos pós-revolucionários, alguns dos quais muito pouco conhecidos do público e não disponíveis no mercado”, sublinha uma nota de A Escola da Noite.

Realizados entre 1975 e 1978, aqueles filmes oferecem “uma visão ainda a quente da reorganização social e política do país depois da queda da ditadura, centrando-se em temas como a reforma agrária, os movimentos populares de base ou as campanhas de dinamização cultural”.

Entre os documentários selecionados para este ciclo (com entrada gratuita e sessões às quartas-feiras, às 21:30, até 21 de maio) estão obras de realizadores como César Monteiro, Vítor Silva, Aida Morais, Solveig Nordlund e Ana Hatherly e também “diversos olhares estrangeiros sobre o Portugal da época”, designadamente de Pea Holmquist, Robert Kramer e Daniel Edinguer.

O outro ciclo de documentários, organizado por quatro instituições da cidade (Associação Coimbra em Transição, Fila K Cineclube, Curso de Estudos Artísticos da Faculdade de Letras da UC e Associação Prisma), decorrerá entre 23 e 30 de abril.

Intitulado “Filmes revolucionários de Abril”, este ciclo realizará duas sessões no Edifício das Caldeiras e outras duas no TCSB – “A Lei da Terra” (Grupo Zero, 1977) e “Deus, Pátria, Autoridade” (Rui Simões, 1976) – seguidas de debate.

A leitura de contos para a infância, que habitualmente tem lugar no último sábado do mês, realizar-se-á em abril no dia 26, sessão que também é dedicada às comemorações do 40.º aniversário do 25 de Abril e para a qual a animadora socioeducativa Cláudia Sousa selecionou “histórias escritas na época ou alusivas aos anos da Revolução, oferecendo ao público de todas as idades uma forma diferente de olhar para algumas das principais conquistas do 25 de Abril”.

Na programação de maio, destaca-se o colóquio “O desastre de Lampedusa – a barbárie europeia contra os imigrantes”, organizado pela associação SOS Racismo, e o espetáculo de teatro “Autos da Revolução”, uma coprodução do Centro Dramático de Évora e da A Companhia de Teatro do Algarve (ACTA), a partir de textos de António Lobo Antunes.

Estas atividades fazem parte do “programa de comemorações comum a dezenas de instituições da cidade que, à semelhança do que aconteceu em 2013, está a ser articulado e coordenado pelo Ateneu de Coimbra”, sublinha A Escola da Noite.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com