Conecte-se connosco

O que “eles” disseram sobre a tragédia de Pedrógão Grande…

Publicado

em

Seleção de frases em torno dos incêndios no Centro do país que marcaram os últimos dias.

media

Queria antes de mais apresentar os meus sentimentos aos familiares das vítimas civis, acompanhando-os na sua dor e fazendo-o em nome de todos os portugueses.”

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República

18-06-2017

O que se fez foi o máximo que se podia fazer [em Pedrógão Grande].Não era possível fazer mais”.

Marcelo Rebelo de Sousa

18-06-2017

Infelizmente, esta é a seguramente a maior tragédia de vidas humanas de que temos conhecimento nos últimos anos em Portugal, em situação de incêndios florestais.”

António Costa, primeiro-ministro

18-06-2017

Houve uma situação meteorológica particular a partir das 14:00, numa extensão entre Coimbra e o norte do Alentejo, com a sucessão de trovoadas secas que terão estado na origem destes incêndios, e que terão gerado fenómenos meteorológicos de grande concentração e violência, como este que vitimou o conjunto destas pessoas.”

António Costa

18-06-2017

A PJ, em perfeita articulação com a GNR, conseguiu determinar a origem do incêndio e tudo aponta muito claramente para que sejam causas naturais. Inclusivamente, encontrámos a árvore que foi atingida por um raio.”

Almeida Rodrigues, diretor nacional da Polícia Judiciária

Lusa, 18-06-2017

Quero expressar solidariedade e luto pela perda de vidas humanas [no incêndio em Pedrógão Grande].”

Pedro Passos Coelho, líder do PSD

18-06-2017

Este é um momento de grande consternação e tristeza, um momento de luto nacional.”

Carlos César, presidente do PS

Lusa, 18-06-2017

Em profundo choque, perante a tragédia que se vive no distrito de Leiria, expresso o meu pesar pelas vítimas mortais e a minha total solidariedade para com as famílias atingidas.”

Assunção Cristas, presidente do CDS/PP

18-06-2017

Hoje, seguramente, é o dia de toda a solidariedade para com as populações, para com os bombeiros, para todos quantos estão a combater o incêndio, o nosso pesar para com as vítimas. Teremos tempo para tudo o resto.

Catarina Martins, coordenadora do BE

18-06-2017

Eu transmito a minha proximidade ao querido povo português, atingido por um incêndio devastador que causou mortes, feridos e destruição.”

Papa Francisco, na oração dominical do Angelus, no Vaticano

18-06-2017

Tendo em conta que se mantêm condições climatéricas tão hostis é preciso tomar medidas de exceção em todo o país para evitar novas tragédias, canalizando meios que possam dar resposta a esta situação excecional.”

Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP

18-06-2017

Certamente chegará o momento de apurar o que aconteceu – algo que nunca tinha acontecido e de uma dimensão absolutamente trágica.”

António Costa

18-06-2017

Acredito, sinceramente, de que tudo o que foi feito pelos operacionais no terreno era aquilo que era possível fazer no momento, mas há situações em que a capacidade humana não pode debelar.”

Jaime Marta Soares, presidente da Liga dos Bombeiros

18-06-2017

Claramente os meios foram os adequados, tanto os meios terrestres como os meios aéreos. Aquilo que não foi adequado foi a incidência de várias ocorrências provocadas pelas trovoadas secas e claramente o vento forte.”

Rui Esteves, comandante operacional da Proteção Civil nacional

18-06-2017

Os nossos operacionais estão a dar o melhor que podem e sabem a trabalhar para combater este fogo. Neste momento, o tempo é mesmo de combate, de um combate sem tréguas.”

Constança Urbano de Sousa, ministra da Administração Interna

18-06-2017

A nossa dor neste momento não tem medida, como não tem medida a solidariedade de todos nós com os familiares das vítimas da tragédia de Pedrógão Grande.”

Marcelo Rebelo de Sousa

18-06-2017

Nesta hora, há também interrogações e sentimentos que não podem deixar de nos angustiar, a começar por um sentimento de crescida injustiça, porque a tragédia atingiu aqueles portugueses de quem menos se fala, de um país rural, isolado, com populações dispersas, mais idosas, mais difíceis de contactar, de proteger e de salvar.”

Marcelo Rebelo de Sousa

18-06-2017

Mantenham-se sossegados nas suas casas, porque esta tragédia aconteceu também pela curiosidade.”

Jorge Gomes, secretário de Estado da Administração Interna

18-06-2017

A culpa não pode morrer solteira, e não basta um Presidente da República dar beijinhos no dói-dói, e dizer que não há nada a fazer. Está quase tudo previsto, na lei e no dispositivo de combate aos incêndios. Basta levar muito a sério estes riscos que se repetem todos os anos.”

Hélder Amaral, deputado do CDS/PP

Facebook, 19-06-2017

Em momentos de dor, eu gostei que as pessoas fossem carinhosas comigo.”

Marcelo Rebelo de Sousa

19-06-2017

Quando estamos num momento de ação não é um momento de demissão. Este é um momento de ação”

Constança Urbano de Sousa

19-06-2016

Haverá um momento para, no parlamento, todas as perguntas serem colocadas. O CDS certamente se empenhará nessa tarefa.”

Assunção Cristas

20-06-2017

[Constança Urbano de Sousa] tem sido uma excelente ministra, que tem gerido e enfrentado esta situação, que é muito difícil.”

António Costa

TVI, 20-06-2017

Todo o país está unido à mesma hora em torno das vítimas desta tragédia e essa unidade nacional é uma unidade que ultrapassa diferenças geográficas, culturais, políticas, económicas e sociais. Mostra bem como somos uma nação antiga e uma nação muito forte.”

Marcelo Rebelo de Sousa, após cumprir o minuto de silêncio pelas vítimas do incêndio em Pedrógão Grande

21-06-2017

Naturalmente estamos todos interessados e há uma unidade nacional em se retirar para o futuro as lições [da tragédia]. Não é tanto um problema de apuramento de responsabilidade, é um problema do apuramento da realidade.”

Marcelo Rebelo de Sousa

21-06-2017

Há aspetos a apurar no imediato e no quadro de uma avaliação global dos procedimentos seguidos neste caso. O país exige respostas claras a dúvidas legítimas.

Ferro Rodrigues, presidente da Assembleia da República

21-06-2017

No passado fim de semana 64 pessoas confiaram: confiaram umas que podiam estar tranquilamente em suas casas, confiaram outras que podiam dar um passeio com uns amigos, confiaram outras que lhes era possível gozar uns dias de férias. O país, no entanto, não esteve à altura dessa confiança.”

Matos Correia, deputado do PSD e vice-presidente da Assembleia da República

21-06-2017

A verdade é que se impõe ao país coragem política.”

Heloísa Apolónia, líder parlamentar do PEV

21-06-2017

Devemos respostas porque devemos respeito.”

Catarina Martins

21-06-2017

Um comandante nunca abandona os seus homens.”

Constança Urbano de Sousa

RTP, 21-06-2017

Este é o momento de fazermos a reforma há muito adiada da floresta.”

António Costa

22-06-2017

“Nós não estamos aqui para brigas entre partidos, mas para saber o que se passou e, sobretudo, para que de futuro isto não volte a ocorrer e para que a reparação daquilo que aconteceu seja exemplar.”

Carlos César

22-06-2017

Na nossa perspetiva há muito por esclarecer e há muitas questões que têm versões contraditórias por parte de diferentes ministros e secretários de Estado. Obviamente se há tanta pergunta por fazer, é porque há muito por esclarecer.

Assunção Cristas

22-06-2017

Só atacando a fundo as vulnerabilidades estruturais se encontrará a resposta que, como temos afirmado, a Reforma da Floresta não dá.”

Jerónimo de Sousa

22-06-2017

Nunca se pode arredar a necessidade de investigação em toda a sua vertente, designadamente a possibilidade de existir indício criminal ou não.”

Joana Marques Vidal, procuradora-geral da República

22-06-2017

Seria mais cómodo o sacrifício mediático de uma colega de Governo, de um comandante da Proteção Civil ou mesmo do graduado da GNR que regulava o tráfego no local. Cómodo mas irresponsável. Tem um preço? Sim. Chama-se dignidade das instituições.”

António Costa

24-06-2017

Terminar a árdua missão dos últimos dias, acelerar a reconstrução, e apurar tudo, mas mesmo tudo, o que houver a apurar — estes [são] os imperativos da presente hora. Sabendo que temos pela frente meses muito exigentes.”

Marcelo Rebelo de Sousa

24-06-2017

Não precisamos de aguardar por nenhum estudo, avaliação ou auditoria para saber que o Estado falhou. E, dez dias depois, ainda está a falhar.”

Pedro Passos Coelho

26-06-2017

Tenho conhecimento de vítimas indiretas deste processo, de pessoas que puseram termo à vida, pessoas que, em desespero, se suicidaram, e que não receberam, a tempo, o apoio psicológico que devia ter existido.”

Pedro Passos Coelho

26-06-2017

Eu peço desculpa por ter utilizado uma informação que não estava confirmada.”

Pedro Passos Coelho

26-06-2017

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com