Saúde

Diretora-geral da Saúdes diz que há profissionais que se infetam dentro e fora de ambiente hospitalar

Notícias de Coimbra | 4 anos atrás em 15-03-2020

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, distinguiu hoje “duas circunstâncias totalmente diferentes” em relação aos profissionais de saúde infetados com o novo coronavírus, uma vez que uns se infetam em ambiente hospitalar e outros na sua vida social.

PUBLICIDADE

Na habitual conferência de imprensa de balanço do novo coronavírus, que decorreu esta tarde em Lisboa, a ministra da Saúde, Marta Temido, e a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, foram questionadas sobre os números avançados hoje pelo Sindicato Independente dos Médicos, que deu conta de que há mais de 50 médicos infetados com o novo coronavírus e mais de 150 em quarentena.

“Há profissionais de saúde que se infetaram no seu contexto da vida do dia a dia. Nós temos um grupo de sete que se infetaram fora dos ambiente hospitalares. Há aqui duas circunstâncias totalmente diferentes: profissionais que se infetam no âmbito da sua atividade e profissionais que se infetam no âmbito da sua vida social. Temos que distinguir estas duas características”, respondeu Graças Freitas.

PUBLICIDADE

publicidade

Marta Temido tinha sido a primeira a responder, explicando que neste momento não há “os números desagregados por grupos profissionais”.

“Sabemos há casos confirmados de profissionais de saúde, desde logo alguns dos primeiros casos foram de profissionais de saúde, casos importados”, afirmou.

PUBLICIDADE

De acordo com a ministra da tutela, “alguns profissionais de saúde contraíram a infeção durante o seu desempenho e alguns contactos em vigilância são também de profissionais de saúde”.

“É uma informação que estamos a atualizar e que procuraremos comunicar com maior certeza”, garantiu.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE