Conecte-se connosco

Ensino

Diretor da Faculdade de Economia da UC quer atrair (ainda) mais estudantes (com vídeos)

Publicado

em

Álvaro Garrido tomou posse esta quarta-feira para o segundo mandato como diretor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC). Os próximos dois anos serão “reformistas”, não só no que respeita às instalações como aos planos de estudo, com o objetivo de tornar a instituição “mais competitiva e atrativa”.

Álvaro Francisco Rodrigues Garrido, que foi reeleito a 18 de março, para o biénio 2022-2024, espera ter um mandato “de continuidade” para por em prática “uma série de iniciativas reformistas, de mudança no sentido de melhoria e para reforçar a competitividade”, disse ao Notícias de Coimbra no final da cerimónia que decorreu na Sala do Senado.

“Proponho um programa de aprofundamento das dinâmicas em curso que permita encarar as comemorações dos cinquenta anos [a partir de dezembro de 2022]como uma oportunidade decisiva de melhorar a Faculdade e para a robustecer nos seus pilares fundamentais: as pessoas (docentes, corpo técnico e estudantes), os recursos físicos (instalações e equipamentos), o ensino e a investigação”, afirmou o docente. “Continuaremos a ampliar as atividades de extensão e a robustecer as dinâmicas de intervenção da FEUC junto da comunidade, comunicando esses progressos de forma assertiva e coerente”, disse ainda. 

Numa altura em que a FEUC tem a decorrer sete projetos para melhorar, renovar e ampliar as instalações, o diretor enfatiza a reforma de planos de estudo nas áreas de Economia e Gestão. “Um dos objetivos estratégicos da FEUC consiste em aprofundar a competitividade nacional e internacional das áreas científicas de Economia e Gestão. Esse caminho encontra-se em plena concretização e tem como principal objetivo a renovação dos ciclos de estudos de Economia e Gestão e a respectiva acreditação internacional”, adiantou, dando os exemplos a acreditação internacional do MBA Executivos, que está praticamente concluída, e a criação de uma pós-graduação em Marketing Digital, que entra em funcionamento em setembro. Também a expansão do ensino em inglês na área de Relações Internacionais, estão na mira do diretor. 

“A FEUC tem resultados muito positivos no Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior, mas queremos aumentar o número de estudantes de licenciatura e manter e renovar as dinâmicas do ensino pós-graduado”, garantiu Álvaro Garrido, dando conta que “uma marca saliente” da FEUC é o número de estudantes internacionais, provenientes, nos últimos quatro anos letivos, de 54 países diferentes, e que representam mais de um quarto  (27%) da totalidade de alunos.

No ano em que celebra meio século, a FEUC garante que vai investir na interação com o meio empresarial, passando a contar com “uma docente coordenadora de estágios, empresas e empregabilidade, cujo gabinete irá trabalhar com as organizações de estudantes e a rede de parceiros”, e ainda na renovação da imagem. 

Ao NDC Álvaro Garrido falou ainda do fluxo de aposentações do corpo docente e não docente, que coincidem com os 50 anos da instituição, e que vão exigir um esforço de “reequilíbrio”, quer “em termos de concursos de recrutamento de docentes, quer em termos de concursos de promoção”. 

O Reitor da UC sustentou que a FEUC é “um excelente exemplo de como se dirige uma organização”. Amílcar Falcão destacou a “paz social que é notável, um empenho e uma proatividade muito relevante” a que tem assistido na instituição, mostrando abertura para manter o diálogo que tem existido.

Veja o direto NDC com a cerimónia da tomada de posse de Álvaro Garrido:

 

Veja o direto NDC com a entrevista a Álvaro Garrido:

 

Veja o direto NDC com a intervenção do Reitor Amílcar Falcão: 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade