Conecte-se connosco

Justiça

Detido suspeito de esfaquear cliente de restaurante

Publicado

em

Um indivíduo de 19 anos detido por suspeita de ter esfaqueado com gravidade um cliente de um restaurante em Ílhavo, vai aguardar o início do julgamento em prisão preventiva, informou hoje fonte policial.

Em comunicado, a Polícia Judiciária (PJ) refere que o detido foi presente às autoridades judiciárias competentes, para interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação mais gravosa.

Para além deste indivíduo, foram ainda constituídos arguidos um outro homem e duas mulheres, com idades entre os 39 e 48 anos.

Segundo a PJ, todos os arguidos estão “fortemente indiciados na prática de factualidade suscetível de enquadrar os crimes de homicídio, na forma tentada, e de omissão de auxílio”.

Os factos criminosos ocorreram ao princípio da noite de 30 de agosto, no perímetro exterior de um restaurante situado numa das povoações ribeirinhas do concelho de Ílhavo, na sequência de uma discussão iniciada com dois outros clientes, ainda no interior, que também ali se encontravam a jantar.

“O conflito começou por motivos completamente fúteis, acabando por se envolverem em confronto físico, tendo o indivíduo agora detido golpeado duas vezes um dos opositores com uma faca de cortar carne, que trouxera de cima de uma das mesas do restaurante”, refere o comunicado.

Da agressão, segundo a PJ, resultaram ferimentos “extremamente graves” no tórax da vítima, um indivíduo, de 29 anos, que lhe “puseram em perigo a vida”, causando-lhe lesões que obrigaram a assistência médica hospitalar de urgência.

O grupo terá então fugido do local numa viatura automóvel, abandonando a vítima, valendo-lhe o auxílio prestado pelo acompanhante, “caso contrário certamente não teria sobrevivido”, realça a PJ.

A Judiciária refere ainda que “a circunstância de nenhum dos indivíduos que compunha o grupo de agressores ser conhecido, nem localmente, nem da vítima, dificultou a investigação”, que culminou agora com a identificação de todos eles e a detenção do autor material do crime de homicídio, na forma tentada.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link