Conecte-se connosco

Região

Crise não pode impedir desenvolvimento de Oliveira do Hospital (com vídeos)

Publicado

em

Oliveira do Hospital tem que continuar a crescer, apesar das dificuldades económicas adversas que se vivem no país e no mundo. Esta foi uma das principais mensagens deixadas pelo presidente da Câmara, José Francisco Rolo, esta sexta-feira, durante as celebrações do feriado municipal do concelho.

“Não podemos permitir que esta pandemia da crise energética e da espiral inflacionista nos impeça de continuar a governar o concelho em linha com os novos desafios do futuro”, sublinhou, explicando que a inflação não pode condicionar o investimento no concelho.

O autarca defende que é preciso definir prioridades e, perante uma sala completamente cheia – o Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários de Oliveira do Hospital –, assegurou que não abdicará de um conjunto de obras que se encontram em curso, bem como de outras que serão lançadas brevemente. Considerou, aliás, que Oliveira do Hospital “parece um estaleiro” e pediu desculpas aos cidadãos e empresários pelos condicionalismos que algumas das intervenções em curso possam causar.

A ampliação da Zona Industrial, o Campus Educativo, o Centro Histórico, o Canil Municipal, o Centro Municipal de Proteção Civil, a requalificação do Açude da Ribeira e a Casa da Cultura são algumas dessas obras que considera fundamentais para o desenvolvimento do concelho.

Destaque, ainda, para a desejada requalificação do edifício do Centro de Saúde, tendo sido apresentada uma candidatura em setembro que representa, segundo o presidente, um investimento de mais 2,3 milhões de euros.

Para além das obras, a autarquia vai continuar a investir em todas as restantes áreas. José Francisco Rolo assegura que, apesar de governar numa “conjuntura económico-financeira extremamente exigente e complexa”, mantêm-se todos os apoios à educação, ação social, desporto, cultura, associativismo e às juntas de freguesia, congratulando-se com toda a dinâmica que estas áreas asseguram no concelho ao longo do ano.

José Francisco Rolo garantiu, também, que continuarão a dar especial atenção à área social, de forma a apoiar as pessoas que vivem com maiores dificuldades.

Manter um concelho sempre de “portas abertas” é o grande desejo do presidente que, para tal, quer continuar a apostar nua relação de grande proximidade com os cidadãos. Ir ao encontro das suas necessidades é uma das prioridades e, nesse sentido, vai ser instalado na Câmara Municipal, ainda este ano, um Espaço Cidadão. Numa segunda fase, serão instalados mais 15 Espaços Cidadão em freguesias do concelho.

O desenvolvimento deste concelho foi também enaltecido por Emílio Torrão, presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra, que enalteceu o trabalho que tem sido feito com vista a “fixar as pessoas e a criar riqueza”. Alertou também para as dificuldades que os municípios enfrentam e pediu ao Governo para que “se olhe para as autarquias com seriedade”.

Estes são apenas alguns dos muitos projetos que José Francisco Rolo destacou neste Dia do Município de Oliveira do Hospital, uma sessão que contou com a presença do secretário de Estado da Conservação da Natureza e das Florestas. João Paulo Catarino sublinhou que a política florestal que está a ser trabalhada é pensada mediante as características de cada região e considerou que o investimento que vai ser financiado no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência é “uma oportunidade” para o setor da floresta. Lembrou que “não precisamos hoje de ter mais área florestal” e que é preciso “fazer diferente”, de forma a “mostrar que há formas diferentes de fazer floresta”.

Emoção em dia de reconhecimentos

A sessão solene do feriado municipal de Oliveira do Hospital ficou ainda marcado por várias homenagens e distinções, um momento marcado por muita emoção.

A autarquia homenageou cidadãos e entidades com a Medalha de Mérito Municipal que pelo seu prestígio, cargo ou ação se distinguiram. António Paiva Mendes, Eugénio Gonçalves e Jorge Dinis recebem o reconhecimento a título póstumo. Foram também distinguidas Aldina Neves, Maria Clara Caçador e Maria Graciosa Nunes, bem como a empresa Grafibeira – Tipografia e Artes Gráficas, Lda e o Clube Desportivo e Recreativo Vasco da Gama.

Durante a sessão solene foram também entregues diplomas de reconhecimento e promoção escolar aos cinco melhores alunos das escolas do concelho, do ensino secundário, profissional e superior.

A cerimónia contou com alguns momentos musicais, pelo grupo Ensemble Music’Art, da Associação Sons d’ Arte.

As celebrações continuam à tarde, no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários, com um encontro de grupos culturais do concelho e, às 21h30, com um concerto com a Orquestra Music’Arte, da Associação Sons d’ Arte.

Prolongam-se também pelo fim de semana (8 e 9 de outubro), com iniciativas promovidas por associações e juntas de freguesia.

Veja os vídeos dos diretos NDC:

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com