Conecte-se connosco

Portugal

Crianças em perigo passam cada vez mais tempo em lares de acolhimento

Publicado

em

O número de crianças e jovens que se encontram em acolhimento residencial devido a situações de perigo na família está a diminuir, aumentando contudo o tempo em que permanecem nas instituições.

De acordo com o Público, que cita o “Relatório Casa – Caracterização Anual da Situação de Acolhimento das Crianças e Jovens de 2021”, que vai ser distribuído esta sexta-feira na Assembleia da República, são mais de 1400 as crianças em perigo que se encontram há mais de seis anos em lares de acolhimento.

Os dados mostram que o número de crianças e jovens em acolhimento residencial tem vindo a diminuir nos últimos cinco anos mas, apesar desta ser assumida como uma medida transitória, acabam por aí ficar a viver por períodos mais longos.

Segundo os dados do relatório, em 2021 estavam acolhidos em residência generalista por existir uma situação de perigo na família 5401 jovens, 5787 em 2020 e 6129 em 2019.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com