Mundo

Crianças colombianas resgatadas na selva já estão a receber tratamento

Notícias de Coimbra com Lusa | 1 ano atrás em 10-06-2023

As quatro crianças colombianas resgatadas na selva já estão a receber tratamento em Bogotá e, apesar de estarem comunicativas, o seu prognóstico é reservado, segundo as primeiras informações oficiais.

PUBLICIDADE

O responsável do Comando Conjunto de Operações Especiais da Colômbia (CCOES), o general Pedro Sánchez Suárez, adiantou que as crianças foram transferidas para o Hospital Militar, “onde estão a ser tratadas física e psicologicamente”, segundo o diário ‘El Tiempo’.

As crianças foram transportadas de San José del Guaviare para Bogotá num avião ambulância da Força Aérea colombiana, juntamente com o pai e um dos avós, sob os cuidados de uma equipa de pediatras.

PUBLICIDADE

As crianças – de 13, nove, quatro anos e um bebé de 11 meses – viajavam com a mãe e um acompanhante num pequeno avião, um Cessna 206, que desapareceu dos radares em 01 de maio, nas imediações de San José del Guaviare, no sul do país, para onde se dirigia.

De acordo com as investigações, noticiadas pela Caracol Radio, o piloto comunicou por rádio que o motor do avião tinha falhado e, pouco depois, este aterrou nas copas das árvores, embatendo violentamente no chão, tendo sido encontrado em 08 de maio.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Os meios de salvamento recuperaram três corpos: o do piloto, o da mãe das crianças e o de um dirigente da comunidade indígena Uitoto.

A esperança de que as crianças pudessem ser encontradas com vida foi alimentada pela descoberta, na selva, de objetos pessoais, assim como de fruta parcialmente comida e de um biberão.

A descoberta de um “abrigo improvisado feito de paus e ramos” mantiveram os socorristas com esperança de que pudesse haver sobreviventes.

A selva é muito densa e perigosa nesta zona particularmente remota e as buscas são dificultadas pela presença de animais selvagens, árvores até 40 metros de altura e chuva intensa.

Mais de 100 militares com cães pisteiros estiveram envolvidos nas buscas, com a ajuda de membros da comunidade indígena.

A causa do acidente ainda não foi determinada.

O Presidente da Colômbia, Gustavo Petro, afirmou na rede social Twitter que as crianças terem aparecido vivas depois de 40 dias perdidas na selva “é uma alegria para todo o país!”.

Para Gustavo Petro, os jovens da comunidade indígena Uitoto são um “exemplo de sobrevivência”, prevendo que sua saga “ficará para a história”.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE