Conecte-se connosco

Região

Criança de 9 anos esteve desaparecida Vila Nova de Poiares (com vídeo)

Publicado

em

Durante a tarde de hoje, uma criança de nove anos com “problemas de desenvolvimento” estava em atividades de ATL com uma associação de Coimbra no Louredo Natura Parque em Vila Nova de Poiares, quando se desviou do grupo e se perdeu, ficando “desaparecida” durante cerca de 30 minutos, segundo avançou ao NDC fonte dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Poiares.

O desaparecimento do menino obrigou à mobilização da GNR da vila, dos Bombeiros Voluntários e ainda da sua equipa cinotécnica que contou com a ajuda do cão de venteio “Índio” durante as operações de busca pela criança.

Micael Costa, da equipa cinotécnica dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Poiares explica que “chegados ao local constatámos que se tratava de uma associação de Coimbra que estava ali com um grupo de crianças, uma das quais, um menino com nove anos de idade com problemas de desenvolvimento que se terá ausentado do grupo”.

“O efetivo foi dividido em três equipas e as buscas decorreram num prazo de 30 minutos e o menino foi encontrado com sucesso sem qualquer ferimento pelo que não teve que ser transportado para o hospital”, detalha o bombeiro.

 

“O cão Índio é um dos três binómios da equipa cinotécnica, desta corporação de bombeiros e foi treinado para busca de pessoas, pode encontrar pessoas em áreas abertas, como foi o caso de hoje, também está preparado para estruturas colapsadas. Foi importante para as buscas, porque que com estes animais é mais rápido encontrar as pessoas. É um cão de venteio, procura odores de pessoas vivas através das partículas suspensas no ar”, esclareceu Micael Costa.

O pai da criança que se encontrava no local aquando da chegada do Notícias de Coimbra, não quis ser identificado, mas acrescentou que mal lhe ligaram a comunicar o sucedido “voou para o local” e que nestes momentos “passa tudo pela cabeça”.

“Quando cheguei e soube que já o tinham encontrado respirei de alívio. Nestas alturas tudo nos passa pela cabeça não é? Não pude deixar de pensar no caso tão recente do bebé Noah, e só queria que ele estivesse bem, felizmente está e tudo não passou de um grande susto”, declarou o progenitor.

O alerta para a ocorrência foi dado pelas 13.10 e acorreram ao local um total de nove homens, entre bombeiros oluntários, com a equipa cinotécnica (a única do distrito de Coimbra), e GNR de Poiares apoiados por três viaturas. 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade