Conecte-se connosco

Desporto

Credores dão “benefício da dívida” à Académica (com vídeo)

Publicado

em

A Assembleia de credores da Associação Académica de Coimbra – Organismo Autónomo de Futebol, S.D.U.Q., Lda aprovou, na manhã desta quarta-feira, a manutenção da atividade do clube com o compromisso de apresentar um plano de recuperação dentro de 60 dias.

Para o presidente Miguel Ribeiro “esta decisão é favorável” para o clube ter futuro, que é aquilo que todos desejamos, frisou o dirigente aos jornalistas.

“Estamos numa fase decisiva e esta direção, eleita a 15 de junho, foi obrigada, nos termos da lei, a apresentar-se à insolvência”, acrescentou no final da sessão, que decorreu no Juízo de Comércio do Tribunal Judicial da Comarca de Coimbra, secção de Montemor-o-Velho.

Miguel Ribeiro continua “a defender uma Sociedade Desportiva Anónima (SAD) para o clube, garantindo que a Académica vai cumprir o prazo de 60 dias para apresentar um plano de recuperação do clube.

A Assembleia de credores definiu que a dívida da SDUQ do clube dos “estudantes” é de 12,9 milhões de euros, distribuída por cerca de 60 credores, sendo que os maiores são o Estado Português e a Segurança Social (cerca de dois milhões de euros), o grupo brasileiro Guimarães e Neto (750 mil euros), a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo (300 mil euros) e a Sporting SAD (150 mil euros).

Na Assembleia de credores desta quarta-feira, apenas a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo de Coimbra se absteve na votação, em que estiveram presentes a maioria dos credores.

Veja o vídeo do Direto NDC:

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com