Conecte-se connosco

Saúde

Covid-19: Utentes e funcionários dos centros para deficientes testados esta semana

Publicado

em

Cerca de 17 mil pessoas, entre utentes e funcionários, de 376 centros de atividades para pessoas com deficiência, vão ser testadas à covid-19 durante esta semana, disse hoje à Lusa a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Ana Mendes Godinho, que esteve esta manhã a assistir à testagem de 42 pessoas, utentes e trabalhadores, da Associação de Apoio a Idosos e Jovens da freguesia de Meca, em Alenquer, adiantou que vai ser feita a testagem em massa à covid-19 em todos os Centros de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI).

“É uma forma de preventivamente identificar situações, nomeadamente situações assintomáticas, e evitar a propagação ou a ocorrência de surtos”, justificou.

Segundo a ministra, que esteve na visita acompanhada pela secretária de Estado para a Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, durante esta semana vão ser testados cerca de 17 mil pessoas, em 376 instituições, entre 12.325 pessoas com deficiência e 4.465 trabalhadores.

“Hoje estamos também a testemunhar o contentamento e a satisfação destas pessoas no regresso e reabertura destes equipamentos de apoio à deficiência, porque estão muito satisfeitas por voltarem a estar juntas, naturalmente mantendo todas as regras de prevenção e todas as medidas de segurança”, apontou, acrescentando que a testagem está a ser feita em parceria com a Cruz Vermelha Portuguesa.

Ana Mendes Godinho salientou que depois da testagem feita esta semana a todas as instituições, poderá haver necessidade de testagens pontuais, em casos onde haja surtos ou indicadores que o justifiquem.

Relativamente à vacinação, a governante apontou que está a ser feita a vacinação dos trabalhadores e profissionais da ação social, estando a decorrer durante esta semana a vacinação dos trabalhadores do apoio domiciliário, como grupo prioritário identificado.

Por outro lado, e relativamente às visitas aos lares de idosos, Ana Mendes Godinho, adiantou que, na sequência de dúvidas levantadas por algumas instituições, o Instituto da Segurança Social enviou hoje uma circular a reiterar que pode haver visitas aos utentes, respeitando as normas de segurança e higiene.

De acordo com a ministra as alterações às regras das visitas ocorreram já em outubro do ano passado “para garantir que as pessoas não estavam isoladas”.

“Como surgiram dúvidas na semana passada, a segurança social, hoje, emitiu uma circular, uma orientação para todas as instituições reiterando a necessidade de garantir que há visitas para combater o isolamento das pessoas”, disse ainda, acrescentando que norma é de haja, pelo menos, uma visita por semana.

SV // JMR

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com