Conecte-se connosco

Coimbra

Corpo da quinta vítima já foi retirado da pedreira em Borba

Publicado

em

 
 

O corpo da quinta vítima que caiu para dentro de uma pedreira em Borba (Évora), na sequência de um deslizamento de terra e colapso da estrada 255, já foi retirado, disse à Lusa fonte da proteção civil.

O corpo da vítima, de 85 anos, encontra-se no interior de uma das duas viaturas que estavam submersas no plano de água mais profundo da pedreira desde o dia do acidente (19 de novembro) e que foi hoje retirada.

Fonte da Proteção Civil confirmou à Lusa que a segunda viatura localizada após o acidente foi retirada, encontrando-se no seu interior o corpo do idoso do Alandroal.

Fonte do comando territorial de Évora da GNR também confirmou à Lusa o andamento das operações de resgate da viatura.

A segunda viatura estava localizada desde sexta-feira à noite e a vítima era um dos três desaparecidos que as autoridades tinham confirmado desde o dia do acidente, quando a estrada colapsou para o interior das pedreiras.

Os corpos dos dois ocupantes da primeira viatura localizada e submersa na água, uma carrinha de caixa aberta, foram resgatados na sexta-feira com a retirada do veículo automóvel.

A Proteção Civil agendou para as 14:00 um novo balanço das operações de resgate.

O deslizamento de um grande volume de rochas, blocos de mármore e terra e o colapso de um troço de cerca de 100 metros da estrada municipal 255, entre Borba e Vila Viçosa, para o interior de duas pedreiras contíguas ocorreu no dia 19 de novembro às 15:45.

Segundo a Proteção Civil, o acidente provocou a morte de dois trabalhadores da empresa de extração de mármores da pedreira que estava ativa, um maquinista e um auxiliar de uma retroescavadora, cujos corpos já foram recuperados.

Na pedreira contígua, que estava em suspensão de lavra (sem atividade) e é a que possui o plano de água mais profundo, foi onde caíram, pelo menos, as duas viaturas, com um total de três pessoas.

O Ministério Público instaurou um inquérito para apurar as circunstâncias do acidente, que é dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora, e duas equipas da Polícia Judiciária estão a proceder a averiguações.

O Governo pediu uma inspeção urgente ao licenciamento, exploração, fiscalização e suspensão de operação das pedreiras situadas na zona de Borba.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com