Conecte-se connosco

Discotecas

Conimbricenses “dão cartas” na noite algarvia

Publicado

em

Socialistas e academistas de Coimbra apostam num clube de referência em Vilamoura e na recuperação de um espaço que marcou as noites de Albufeira.

O Bliss é umareferência da noite algarvia. Tornou-se maismediáticocomesta festa do então milionário Lourenzo que convidou PamelaAnderson para asua festa de anos

O Bliss é uma referência da noite algarvia. Tornou-se mais mediático quando o então milionário Lorenzo de Carvalho convidou Pamela Anderson para sua festa de anos

A Capital Criativo, liderada por Nuno Gaioso Ribeiro, que tem como associado André Oliveira, adquiriu uma participação nas discotecas Bliss e Salt (ex – Capitulo IV).

O Bliss, em Vilamoura, reabre hoje, dia 16 de julho e vai estar aberto até . O Salt Beach Club, em Albufeira, foi inaugurado no dia 2 de julho.

Uma das novidades do Bliss 2016 é o restaurante Praia na Villa, “que promete ser o melhor sítio para jantar e fazer o “warm up” para as noites BLISS!, com carta by Chefe Olivier”.

Notícias de Coimbra sabe que a Capital Criativo “injectou”, através do Programa Revitalizar,  1 500 000,00 € na Flow Way, S.A. 1.500.000,00 €, sociedade do Bliss, espaço com  ligações aos lisboetas  Main ou Books.

André Oliveira e Leonardo de Carvalho são os representantes da Capital Criativo Corporate II no Conselho de Administração da Flow Way, S.A, liderado pelo também acionista João Magalhães.

Em Vilamoura, o Seven, ligado a CR7, é um dos mais fortes concorrentes do Bliss. Já o Salt conta com a concorrência de referências como o Kiss e o Libertos.

Os investimentos  da Capital Criativo no Sul de Portugal incluem participações em outras sociedades de lazer, eventos, restauração, hotelaria, turismo e águas.

Nuno Gaioso Ribeiro é licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra. É vice-presidente do Benfica. Foi vereador na Câmara Municipal de Lisboa. Preside à Associação Portuguesa de Capital de Risco. Foi também docente da Universidade Nova de Lisboa e da Universidade de Coimbra. Investiu na ISA. É filho de João Vasco Ribeiro, o Presidente da Assembleia Geral da AAC/OAF, que já esteve à frente da CCDRC.

André Oliveira é licenciado em Economia pela Universidade de Coimbra. Foi presidente da Direcção Geral da Associação Académica de Coimbra, colaborador de José Eduardo Simões na AAC/OAF, Presidente da JS Coimbra,deputado municipal e assessor da Sanfil. É filho do médico Fernando Oliveira, líder da Assembleia Geral da Briosa no penúltimo mandato do anterior presidente da Académica.

Um dos rostos que dão a cara pela universalidade destes clubes de diversão é a escultural Teresa Araújo (agora conhecida como Teresa Pais), a primeira estudante de Coimbra a participar na Casa dos Segredos.

Manuel Milagre, outro ex-líder da JS,  filho de Nelson Geada (Presidente da Águas do Mondego) é outro dos camaradas que integra a equipa algarvia.

April Ivy é uma das estrelas internacionais que vão actuar no Bliss

A Capital Criativo – Sociedade de Capital de Risco S.A é uma das 3 sociedades a quem o Estado entregou a gestão do Programa Revitalizar e teve ao seu dispor 60 milhões de Euros.

O Programa Revitalizar, lançado pelo Governo em 2102, pretendia constituir “uma resposta estratégica à necessidade de se criar uma envolvente favorável à revitalização do tecido empresarial nacional, num momento especialmente crítico do seu desenvolvimento”.

Disponibilizou soluções de financiamento de suporte a operações de capitalização de empresas, através da constituição de Fundos de Revitalização e de Expansão Empresarial de base regional. .

Foram criados 3 Fundos, organizados e geridos numa base regional, cuja dotação financeira global de 220 milhões de euros, assegurada em partes iguais pelo QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional e por sete instituições bancárias (CGD, BPI, Novo Banco, Millennium BCP, BANIF, Montepio e a CCCAM).

Segundo o IAPMEI, “o investimento pelo Fundo destinou-se à capitalização de PME, envolvendo uma operação de capital de risco, realizado através de aquisição, por subscrição, compra ou qualquer outra via, de instrumentos de capital ou quase capital (no valor mínimo de 70%), podendo haver concessão de crédito complementar.

O dinheiro do Programa Revitalizar é administrado pela OXY CAPITAL, de Miguel Lucas, no Centro (investiu por exemplo na Quinta das Lágrimas, por esta CAPITAL CRIATIVO, de Nuno Gaioso Ribeiro, no Sul e pela EXPLORER INVESTIMENTS, no Norte.

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com