Conecte-se connosco

Coimbra

Condeixa aguarda estudo para resolver problemas no acesso à Quinta do Barroso  

Publicado

em

A Câmara Municipal de Condeixa encontra-se a estudar uma solução que resolva, em definitivo, os problemas relacionados com o mau estado da via de acesso à Quinta do Barroso, em Condeixa.

“Apesar do mau estado em que se encontra, a via não apresenta perigo de derrocada, conforme demonstram os estudos que temos vindo a fazer para diagnosticar e intervir em profundidade num problema que se arrasta há vários anos. Compreendemos a indignação dos moradores mas pensámos que, mais do que continuar a remendar a estrada, era imperativo resolver a questão de fundo, que é estrutural”, sublinha Nuno Moita, presidente da Câmara Municipal de Condeixa.

A estrada, executada em 2000 pelo promotor do loteamento da Quinta do Barroso, tem revelado constantes assentamentos que já deram origem a diversas empreitadas de reparação, realizadas em 2012/2013 e em 2016.

No início de 2020, após terem surgido novas movimentações, a Câmara de Condeixa realizou um estudo geotécnico para averiguar as condições do terreno, verificando-se que a estrada assenta em “solos lodosos à profundidade de 6 metros na via e de 10 metros na base do talude”, inviabilizando a solução inicialmente proposta de “contenção do talude por muro de gabiões”.

Desde o final do ano passado, quando foi solicitado apoio técnico a um especialista da Universidade de Coimbra, que se encontra a ser monitorizado o deslocamento da via.

“Trata-se de uma intervenção morosa e dispendiosa para a qual a autarquia já aprovisionou 250 mil euros de modo que, tão rápido quanto possível, possa ser concretizada e o problema resolvido”, informa Nuno Moita.

A Câmara Municipal de Condeixa aguarda a entrega das conclusões daquele estudo para avançar com a elaboração do projeto e execução da obra.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade