Conecte-se connosco

Região

Condeixa-a-Nova quer destinar uma zona para restauração no Mercado Municipal

Publicado

em

O presidente da Câmara de Condeixa-a-Nova, Nuno Moita, disse hoje que tenciona alocar um espaço dedicado à restauração, no Mercado Municipal, ainda “este mandato”.

A Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova, no distrito de Coimbra, tem vindo a investir na modernização e valorização do Mercado Municipal para a venda de produtos locais, já que se trata de um mercado com uma “presença forte” ao nível de consumidores.

A ideia é também “dinamizar aqui alguma parte de restauração. Andamos a tentar fazer isso”, à semelhança daquilo que se faz em “alguns mercados em Lisboa, que têm restauração dentro do espaço dos mercados”, disse hoje o autarca, à margem da inauguração das obras de modernização e valorização do Mercado Municipal de Condeixa-a-Nova.

Trata-se de um plano que “queremos concretizar, eu diria, ainda este mandato”, revelou.

A intenção é dar cada vez “mais dinâmica e mais modernidade” a este espaço, visto que “tem tradição, tem pessoas e é de referência”.

A autarquia inaugurou hoje aquele espaço, que beneficiou de bancas próprias e de infraestruturas elétricas, permitindo criar uma zona destinada aos produtores locais de hortícolas, frutícolas, queijos e outro tipo de produtos.

Apesar de ter sido inaugurado hoje, o espaço está a funcionar há quase um mês.

O investimento, de cerca de 230 mil euros, contou com uma comparticipação de 54 mil euros do Programa de Desenvolvimento Rural 2024-2020 (PDR2020), Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Antes das intervenções, os 45 produtores locais, que são na sua maioria do concelho de Condeixa-a-Nova, procediam à venda dos seus produtos naquele local, abrigado apenas por um pequeno telheiro.

Os produtores, que vendem às terças e sextas-feiras, “estavam aqui [a vender], só que não tinham estas condições”, explicou.

Além da nova área destinada aos produtores locais, com a instalação de novas bancas e infraestruturas elétricas, a empreitada contemplou ainda a reabilitação da fachada do edifício e a colocação de nova sinalética e equipamentos com a imagem identitária dos “Mercados e Produtos Qualidade Sicó”.

De acordo com a Câmara Municipal, a nova sinalética respeita o ‘branding’ e identidade visual estabelecida pela Terras de Sicó para a rede de mercados e contribui para o reforço da marca e o reconhecimento do território e dos seus produtos.

“Temos de estar em constante modernização deste Mercado Municipal que é o centro nevrálgico da parte também comercial de Condeixa que nós queremos preservar, melhorar e modernizar”, concluiu Nuno Moita.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com