Conecte-se connosco

Região

Condeixa-a-Nova com orçamento de 20,5 ME para 2022

Publicado

em

A Assembleia Municipal de Condeixa-a-Nova, no distrito de Coimbra, aprovou o orçamento para 2022, no montante de cerca de 20,5 milhões de euros (ME), representando um acréscimo de 6,89% face ao orçamento de 2021.

O documento foi aprovado na quinta-feira por aquele órgão, com os votos favoráveis do PS, da CDU e do BE e os votos contra do PSD e do Chega, informou hoje a Câmara daquela vila, numa nota enviada à agência Lusa.

No comunicado, o município refere que ampliação da zona industrial, a beneficiação do Museu Monográfico de Conímbriga e a execução da Estratégia Local de Habitação são alguns dos investimentos previstos nas Grandes Opções do Plano para 2022, quer financiados pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), quer pelo Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) ou pelo programa Portugal 2020.

“O orçamento para 2022 caracteriza-se pelo rigor, realismo e prudência necessários à estabilidade orçamental do município de Condeixa-a-Nova, permitindo a consolidação das suas contas”, defendeu, citado na nota de imprensa, o presidente da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova, Nuno Moita.

“Todavia, não descorámos a ambição de continuar a proporcionar aos munícipes as melhores condições de vida, de consolidar o desenvolvimento económico e social do concelho e de reforçar a coesão territorial”, sublinhou.

A Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova vai manter no próximo ano, a taxa de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) no mínimo de 0,3%.

As famílias com filhos terão ainda reduções no montante do IMI, sendo que, em 2022, a medida será alargada aos agregados com um filho.

“As reduções serão de 20 euros para as famílias com um descendente, 40 euros para quem tem dois filhos e de 70 euros para quem tem três ou mais filhos”.

Relativamente às pequenas empresas vai manter-se a isenção da derrama, cujo volume de negócios no ano anterior não tenha ultrapassado os 150 mil euros.

“Em paralelo com esta medida, vamos manter a estratégia de captação de investimento empresarial que temos vindo a implementar, sustentada sobretudo no programa “Go Invest”, que tem sido um enorme sucesso permitindo sediar em Condeixa novas empresas de setores diversificados”, acrescentou o autarca.

O município dá nota que até 2025 estão inscritos 5,7 milhões de euros, para a conclusão do restauro da muralha de Conímbriga, obras no Museu Monográfico de Conímbriga e instalação da rede ‘wifi’ em Conímbriga, 4,7 milhões de euros para o alargamento da Zona Industrial Ligeira, 1,8 milhões de euros para a execução da Estratégia Local de Habitação e cerca de 1 milhão de euros para a ligação em modos suaves ao Museu Portugal Romano em Sicó (PO.RO.S).

No próximo ano o município prevê “arrecadar” cerca de 3,2 milhões de euros provenientes de financiamentos nacionais e comunitários, “necessários à concretização de investimentos e iniciativas desenvolvidas”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link