Casas de Coimbra

Comprar casa ficou mais caro em Coimba

Notícias de Coimbra | 2 meses atrás em 01-03-2024

Os preços das casas em Portugal subiram 0,6% em fevereiro face ao mês anterior. Segundo o índice de preços do idealista, comprar casa tinha um custo de 2.596 euros por metro quadrado (euros/m2) no final do mês de fevereiro deste ano, tendo em conta o valor mediano.

PUBLICIDADE

Os preços das casas em fevereiro subiram em 7 capitais de distrito, com Évora (2,3%), Guarda (1,4%) e Coimbra (1,4%) a liderarem a lista. Seguem-se Viseu (1,2%), Braga (1%), Setúbal (0,8%) e Porto (0,6%). Já em Santarém (0,4%), Lisboa (0,4%), Leiria (0,3%), Castelo Branco (0,2%), Faro (0,1%), Viana do Castelo (-0,3%) e Funchal (-0,5%), os preços mantiveram-se estáveis neste período. Por outro lado, os preços desceram em Ponta Delgada (-3,1%), Beja (-1,7%), Aveiro (-1,3%) e Bragança (-0,7%).

Lisboa continua a ser a cidade onde é mais caro comprar casa: 5.538 euros/m2. Porto (3.517 euros/m2) e Funchal (3.214 euros/m2) ocupam o segundo e terceiro lugares, respetivamente. Seguem-se Faro (2.924 euros/m2), Aveiro (2.473 euros/m2), Setúbal (2.286 euros/m2), Évora (2.056 euros/m2), Viana do Castelo (1.877 euros/m2), Coimbra (1.864 euros/m2), Ponta Delgada (1.822 euros/m2), Braga (1.794 euros/m2), Leiria (1.447 euros/m2) e Viseu (1.428 euros/m2). Já as cidades mais económicas são Guarda (795 euros/m2), Castelo Branco (869 euros/m2), Beja (913 euros/m2), Bragança (917 euros/m2) e Santarém (1.213 euros/m2).

PUBLICIDADE

Analisando por distritos e ilhas, as maiores subidas de preços tiveram lugar na ilha do Pico (3,3%), Beja (3,1%) e ilha do Faial (2,6%). Seguem-se Évora (1,7%), ilha Terceira (1,6%), ilha de Porto Santo (1,2%), Braga (1%) e Lisboa (1%). Com subidas inferiores a 1% encontram-se Leiria (0,9%), Vila Real (0,8%), Guarda (0,8%), Setúbal (0,8%), ilha de Santa Maria (0,7%), Porto (0,6%) e Faro (0,6%). O preço da habitação manteve-se estável neste período em Santarém (0,1%), Viseu (0%), Coimbra (-0,1%), Castelo Branco (-0,1%), ilha da Madeira (-0,1%) e Aveiro (-0,3%). Por outro lado, os preços desceram na ilha de São Jorge (-6,1%), Viana do Castelo (-1,6%), Bragança (-1,4%), Portalegre (-1,3%) e ilha de São Miguel (-1,1%).

De referir que o ranking dos distritos mais caros para comprar casa é liderado por Lisboa (3.987 euros/m2), seguido por Faro (3.303 euros/m2), ilha da Madeira (2.920 euros/m2), Porto (2.567 euros/m2), Setúbal (2.469 euros/m2), ilha de Porto Santo (2.313 euros/m2), Aveiro (1.680 euros/m2), ilha de São Miguel (1.651 euros/m2), Leiria (1.585 euros/m2), Braga (1.526 euros/m2), ilha de São Jorge (1.495 euros/m2), ilha de Santa Maria (1.457 euros/m2), Viana do Castelo (1.432 euros/m2), ilha do Pico (1.409 euros/m2), Coimbra (1.401 euros/m2), ilha do Faial (1.375 euros/m2), Évora (1.256 euros/m2), ilha Terceira (1.201 euros/m2) e Santarém (1.137 euros/m2).

PUBLICIDADE

Os preços mais económicos encontram-se em Portalegre (708 euros/m2), Guarda (720 euros/m2), Bragança (858 euros/m2), Castelo Branco (900 euros/m2), Vila Real (971 euros/m2), Viseu (1.081 euros/m2) e Beja (1.082 euros/m2).

Para a realização do índice de preços imobiliários do idealista, são analisados ​​os preços de oferta (com base nos metros quadrados construídos) publicados pelos anunciantes do idealista. São eliminados da estatística anúncios atípicos e com preços fora de mercado.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE