Extra

Como é Príncipe Real em Lisboa e dicas sobre onde se hospedar

PUB | 2 meses atrás em 15-02-2024

Que Lisboa não acaba no Jardim de São Pedro de Alcântara sente-se quando se desvia a atenção do espetáculo de contemplar a capital portuguesa a nossos pés e se olha para a curva que surge atrás de nós. Que para lá do Bairro Alto, a vida, o dia a dia, continua com a normalidade imposta pela rotina é um facto. Sempre é bom poder conhecer a possibilidade de apartamentos Príncipe Real onde poder se hospedar.

PUBLICIDADE

Apesar de muitos guias de viagem ainda não o mencionarem, ou precisamente assim, entrar no Príncipe Real é encontrar a Lisboa que se procurava: caótica, autêntica e com o charme da decadência intacto no exterior, graças, entre outras coisas, ao facto de o turismo de ónibus, câmara ao ombro, pau de selfie na mão e tablet debaixo do braço, ainda não ter entrado em cena.

O que há de bom no Príncipe Real

A crise económica que o país atravessou começa a parecer distante, ou mesmo obscenamente irreal, e os palácios e edifícios nos passeios deste bairro adotaram o ditado de que as aparências iludem, optando por preservar o seu aspeto exterior ligeiramente negligenciado e por tornar os restaurantes, lojas alternativas, galerias de arte e antiquários que agora albergam as suas instalações bonitos e dar-lhes um toque acolhedor.

PUBLICIDADE

O Príncipe Real não precisa de mapas, apenas de tempo para passear no espaço que ocupa entre a Rua de São Bento, o Largo do Rato, o Bairro Alto e a Rua da Escola Politécnica, em torno do qual se articula a atividade de um bairro que recebeu o nome de D. Pedro V, filho primogénito de D. Maria II, rainha de Portugal no início e meados do século XIX.

Assim, com calma e com a única obrigação de entrar em qualquer sítio que nos chame a atenção, percorremos a Rua Dom Pedro V, onde as cores que saem do Lost In _(número 56) _ são um chamariz que soa a Índia. É uma loja, mas também um restaurante e uma esplanada (e que vista).

PUBLICIDADE

O estabelecimento está aberto há nove anos e foi o sonho realizado da sua proprietária que, após ter viajado várias vezes a este país asiático, decidiu criar um negócio de venda de vestuário e acessórios autênticos em seda e algodão para senhora, homem e criança. O menu do seu restaurante, por sua vez, tem um sabor português com toques mediterrânicos e orientais. Claro que não faltam os petiscos.

Onde alugar apartamentos em Príncipe Real

A melhor opção para conhecer esta área tão linda de Lisboa é poder fazer um aluguer temporário de um apartamento que se ajuste às suas necessidades. Onde ficara à vontade de poder até dar uma cozinhada comprando coisas locais no mercado.

Há várias aplicações de aluguer temporário à escolha, mas existe também uma alternativa muito prática: o Líbere.

Aí encontra uma vasta gama de apartamentos, de uma a quatro pessoas.

Sem dúvida, visitar e hospedar-se no Príncipe Real é a melhor forma de conhecer o coração de Lisboa.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE