Conecte-se connosco

Política

Coligação Coimbra é Capital quer reabilitação de esquadras da PSP

Publicado

em

A candidata da Coligação Coimbra é Capital – PDR/MPT defendeu hoje que o município deve assumir um papel determinante na requalificação da segunda esquadra e nas instalações da divisão de trânsito da PSP da cidade.

“A segunda esquadra tem já problemas graves de insalubridade, que afeta todos os dias as condições de trabalho dos agentes”, disse à agência Lusa Inês Tafula, adiantando que também a esquadra da divisão de trânsito “não tem grandes condições.

A candidata “gostaria que a Câmara não esquecesse os polícias de segurança pública, porque eles são importantes no desenvolvimento de uma cidade”.

Segundo Inês Tafula, que reuniu com o comando da PSP de Coimbra, o município “tem o dever e obrigação de requalificar esses espaços” e de pressionar a administração central, que tutela aquela instituição.

“Dado que a segunda esquadra se situa na Baixa da cidade tem de ser a autarquia também a dar esse passo [de requalificação] e a fazer a ponte com o Governo”, salientou.

A cabeça de lista da Coligação Coimbra é Capital – PDR/MPT exigiu também ao município mais apoios para a Académica – Organismo Autónomo de Futebol, atualmente na II Liga de futebol, para que o clube da cidade tenha “outra projeção”.

Inês Tafula considera que a “Académica OAF, como clube histórico e instituição bastante importante a nível nacional, cujo lugar é a I Liga, merece mais apoio da autarquia”.

“Há alguns anos que o clube tenta que a autarquia ceda os terrenos circundantes à Academia Briosa XXI, nos campos do Bolão, para poder expandir a sua atividade formativa e acolher mais jovens atletas e isso ainda não aconteceu”, denunciou.

Para a candidata, “uma cidade que quer ser desenvolvida e ser uma marca a nível nacional tem de ter também um clube como a Académica na I Liga, com apoios municipais”.

“E isso tem faltado nos últimos tempos”, sublinhou.

Os candidatos à Câmara de Coimbra são o atual presidente do município, Manuel Machado (PS), José Manuel Silva (coligação Juntos Somos Coimbra – PSD/CDS-PP/Nós, Cidadãos!/PPM/Volt/RIR /Aliança), Francisco Queirós (CDU), Gouveia Monteiro (Cidadãos por Coimbra), Miguel Ângelo Marques (Chega), Filipe Reis (PAN), Inês Tafula (coligação Coimbra é Capital – PDR/MPT) e Tiago Meireles Ribeiro (Iniciativa Liberal).

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link