Conecte-se connosco

Coimbra

Coimbra: Vencedor do prémio de fotografia Estação Imagem apela ao fim da violência de género

Publicado

em

O fotojornalista do Jornal de Notícias (JN) Leonel de Castro, vencedor do prémio Estação Imagem 2019 Coimbra, defendeu hoje, em Coimbra, que está na altura de dizer “basta” à violência de género em Portugal.

Imagem facebook Leonel Castro

“Todas as semanas somos confrontados com notícias de mulheres violentadas, mulheres assassinadas pelos maridos. Está na altura de dizermos ‘basta’ a este tipo de crimes e de defendermos cada vez mais a igualdade entre homens e mulheres”, disse o fotojornalista à Lusa, momentos depois de receber o prémio Estação Imagem Coimbra 2019 e o galardão de melhor fotografia do evento.

Leonel Castro, que desde 1997 pertence aos quadros do JN, defende que os jornalistas devem ter um papel ativo na denúncia deste tipo de crimes e injustiças sociais.

O fotojornalista foi distinguido por um trabalho sobre o papel social dos cuidadores informais, intitulado “Almas”, que nasceu da inspiração do escritor Mário Cláudio, seu professor de jornalismo.

O prémio “Fotografia do Ano” foi arrecadado com o trabalho “Mulher Berbére”, sobre “os poucos direitos e muitos deveres” das mulheres muçulmanas em Marrocos.

Estes temas sociais são a imagem de marca do trabalho de Leonel Castro, garante o fotojornalista. “Tem a ver com a minha maneira de trabalhar. No jornalismo denuncio injustiças sociais e procuro histórias felizes”.

O fotojornalista manifestou ainda a sua confiança no futuro do fotojornalismo português, apesar da crise que afeta os órgão de Comunicação Social, em especial a imprensa escrita.

“Nunca tivemos tantos bons fotojornalistas em Portugal como atualmente”, disse Leonel Castro, vaticinado que “a qualidade vai vencer sempre”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com