Conecte-se connosco

Coimbra

Coimbra vai ter mais zonas de estacionamento sujeitas a pagamento

Publicado

em

A Câmara de Coimbra vai reorganizar o estacionamento na Alta, com mais zonas de estacionamento sujeito a pagamento para combater comportamentos abusivos naquela zona classificada da cidade.

A proposta de reorganização do estacionamento da Alta de Coimbra vai ser discutida e votada na reunião do executivo municipal, na segunda-feira, tendo tido parecer positivo da Universidade de Coimbra, afirmou hoje a autarquia, em nota de imprensa enviada à agência Lusa.

Uma das principais medidas da proposta passa pela instalação de parcómetros e a definição de novas zonas de estacionamento sujeito a pagamento na Alta da cidade, onde está situado o Polo I da Universidade de Coimbra, que ainda possui vários arruamentos e largos onde é possível estacionar de forma gratuita.

Na nota de imprensa, a Câmara de Coimbra realça os resultados de um estudo sobre a circulação na Alta, que refere que apenas 35% dos lugares naquela zona classificada da cidade são tarifados, em oposição a 47% de lugares gratuitos e 17% de oferta reservada a utilizadores específicos.

Segundo o estudo, a procura ocupa apenas 75% dos lugares tarifados disponíveis, com o estacionamento em lugares ilegais a corresponder “a cerca de 40% da procura global”.

Em locais de oferta gratuita, o veículo acaba por estar 6,3 horas parado, enquanto se regista uma média de 3,4 horas para veículos estacionados em lugar pago, refere o estudo.

Nesse sentido, a Câmara de Coimbra propõe uma zona de estacionamento de duração limitada na Alta, com delimitação de lugares onde já é possível estacionar, instalação de parcómetros em novas zonas e sinalização das mesmas, num projeto que prevê ainda uma plataforma sobrelevada entre o topo das Escadas Monumentais e a zona central do Largo D. Dinis, onde normalmente muitos carros acabam por estacionar de forma irregular e desorganizada.

Na calçada Martim de Freitas, onde o estacionamento é gratuito passa a ser pago, situação que também irá acontecer na Rua dos Estudos (via entre a Sé Nova e o Largo D. Dinis) e na Rua do Arco da Traição (junto ao Departamento de Química).

No Largo D. Dinis, haverá uma demarcação dos lugares de estacionamento, e no Largo da Feira (junto à Sé Nova), o estacionamento passa a ser pago e serão também colocados pinos devido “à atual utilização abusiva do espaço”, por forma a inibir o estacionamento ilegal, referiu o município.

Nesse local, será ainda reservado um lugar para pessoas com mobilidade condicionada e uma zona de estacionamento para bicicletas.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com