Coimbra

Coimbra vai regulamentar candidaturas de projetos inovadores no âmbito do #CoimbraCityLab 

Notícias de Coimbra | 2 anos atrás em 04-09-2022

A Câmara Municipal (CM) de Coimbra vai analisar e votar, na sua reunião de amanhã, uma proposta de abertura de um procedimento com vista à elaboração do novo Regulamento #CoimbraCityLab. O objetivo é regulamentar as candidaturas de projetos que tenham por base ideias inovadoras que permitam a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos e o desenvolvimento sustentável do município, utilizando para o efeito as novas Tecnologias de Informação e Comunicação. Depois de aprovada a abertura do procedimento terá início um período de 10 dias úteis para constituição de interessados e apresentação de contributos.

PUBLICIDADE

“O #CoimbraCityLab, que surge como uma das soluções para a prossecução de uma estratégia de cidade inteligente, nomeadamente ao nível de adoção de novas metodologias de trabalho, apresenta a cidade como um lab oratório vivo de inovação tecnológica, constituindo se, como um espaço de experimentação e inovação, que inclui processos de (co)criação, prototipagem, validação e teste de novas soluções em contexto real”, lê-se na informação técnica dos serviços municipais, que propõem a criação de um novo regulamento municipal.

Este novo regulamento, para além de definir o #CoimbraCityLab como uma iniciativa do Município de Coimbra, tem como objeto, também, regulamentar as candidaturas de projetos que tenham por base ideias inovadoras que permitam a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos e o desenvolvimento sustentável do município, utilizando para o efeito as novas Tecnologias de Informação e Comunicação.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Os objetivos são “promover a sustentabilidade energética e o combate às alterações climáticas; contribuir para o cumprimento das metas e orientações europeias, ao nível da redução da emissão de gases com efeito de estufa, da redução do consumo de energia proveniente de fontes fósseis e da produção de energia a partir de fontes de origem renovável; promover a eficiência dos transportes urbanos; promover a descarbonização e, consequente, melhoria da qualidade do ar; promover as boas práticas a nível da saúde e do ambiente; promover a sustentabilidade hídrica; dinamizar a economia local e projetos sociais locais”, pode ler-se no projeto de regulamento.

PUBLICIDADE

Recorde-se que #CoimbraCityLab foi também o nome do projeto que a CM Coimbra levou ao Portugal Smart Cities Summit 2021, que decorreu de 16 a 18 de novembro na FIL, e que apresenta a cidade como um laboratório vivo de inovação tecnológica, composto por uma comunidade inteligente que acolhe e apresenta ideias, soluções e respostas na área da transformação digital e da sustentabilidade, promotoras do bem-estar e da qualidade de vida dos cidadãos.

Um projeto que, numa fase inicial, acolheu alguns dos projetos selecionados no concurso “The Future City Challenge”, uma competição promovida, desde 2021, pelo Fikalab, laboratório de inovação da Critical Software, que contou com o apoio da CM Coimbra, do Centro de Ecologia Funcional, do Nest Collective, do Instituto de Sistemas e Robótica da Universidade de Coimbra e da Escola Superior Agrária e do Instituto Superior de Engenharia, do Politécnico de Coimbra. Um dos exemplos é o projeto “Luxifer”, uma solução que controla a iluminação pública LED, que foi o vencedor da primeira edição do concurso, e que deu origem ao “FlexIP”, uma solução que controla a iluminação pública LED. Um projeto piloto que traz diversas vantagens para o município, principalmente pela alteração da tecnologia existente por outra mais eficiente e redução de consumos elétricos e custos na ordem dos 60% e que começou a ser instalado na Quinta de S. Jerónimo, em julho deste ano, numa fase de testes.

A proposta em análise na próxima reunião do executivo municipal consiste na abertura do procedimento com vista à elaboração do novo regulamento que dá início à participação procedimental, podendo os interessados, pelo período de 10 dias úteis, constituírem-se como tal e apresentar, por escrito, os seus contributos para a modificação do regulamento.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE