Conecte-se connosco

Lazer

Coimbra tem duas praias azuis e acessíveis

Publicado

em

As duas praias fluviais do concelho, do Rebolim e de Palheiros e Zorro, foram distinguidas, mais um ano, com os galardões de Bandeira Azul e “Praia Acessível – Praia para Todos”. Duas distinções que atestam as condições de excelência e de qualidade destas praias fluviais, pelo cumprimento de critérios de gestão e educação ambiental, informação, qualidade da água balnear, serviços e segurança dos utentes, e também dos requisitos legais relativamente à acessibilidade para pessoas com mobilidade condicionada. As bandeiras foram hoje hasteadas nas duas praias, em cerimónias que contaram com a presença do presidente da Câmara Municipal (CM) de Coimbra, José Manuel Silva. 

A praia do Rebolim é distinguida, pela segunda vez, como praia de Bandeira Azul e acessível para todos, enquanto a praia de Palheiros e Zorro mantém os galardões e recebe mesmo um certificado que reafirma a qualidade da praia nos últimos dez anos, já que há uma década que é detentora da Bandeira Azul. Estas certificações atestam o cumprimento de um conjunto de requisitos de qualidade ambiental, que vão desde a água balnear aos equipamentos, da segurança e serviços aos utentes ao cumprimento dos requisitos legais relativamente à acessibilidade para pessoas com mobilidade condicionada.

As cerimónias do hastear da Bandeira Azul e da “Praia Acessível – Praia para Todos” decorreram, esta manhã, na Praia Fluvial do Rebolim e depois na de Palheiros e Zorro, e contaram com a presença do presidente da CM de Coimbra, José Manuel Silva, do vereador do Ambiente, Carlos Lopes, e dos presidentes de Junta, respetivamente Francisco Rodeiro (Santo António dos Olivais) e Paulo Cardoso (Torres do Mondego). 

A distinção de Bandeira Azul é atribuída pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), que representa a Foundation for Environmental Education (FEE) em Portugal, com o apoio da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e de outras entidades com responsabilidades na gestão das praias. O galardão pretende promover o desenvolvimento sustentável em praias costeiras, fluviais e lacustre, portes de recreio, marinas e embarcações de recreio e ecoturísticas que se candidatem e cumpram um conjunto de critérios relacionados com informação e educação ambiental, qualidade da água balnear, gestão ambiental, segurança e serviços, responsabilidade social e envolvimento comunitário. 

A Bandeira Azul é, pois, “um símbolo de qualidade que distingue o esforço de diversas entidades em tornar possível a coexistência do desenvolvimento local a par do respeito pelo ambiente, elevando o grau de consciencialização dos cidadãos em geral, dos decisores em particular, para a necessidade de se proteger o ambiente marinho, costeiro e lacustre”, pode ler-se no website da ABAE. O programa Bandeira Azul da Europa é, pois, considerado e reconhecido como um eco-label para operadores turísticos, decisores e público em geral.

Já a classificação “Praia Acessível – Praia para Todos” é atribuída pelo Instituto Nacional para a Reabilitação, I.P. (INR), com colaboração da APA e Turismo de Portugal, I. P., e garante o cumprimento dos requisitos legais em vigor relativamente à acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida

Recordamos que a praia do Rebolim conta, atualmente, com acesso pavimentado, estacionamento (269 lugares, com 8 lugares para cidadãos portadores de deficiência), sinalética direcional e informativa, sanitários (incluindo para cidadãos portadores de deficiência), parque de merendas e estrutura de apoio à praia e aos nadadores-salvadores. A área dispõe, ainda, de todos os materiais e equipamentos de vigilância e prestação de salvamento, socorro a náufragos e assistência a banhistas. Este ano, pela primeira vez, a Praia do Rebolim vai ter disponível uma cadeira anfíbia, destinada a pessoas com mobilidade reduzida. E, não menos importante, a avaliação da qualidade da água está em conformidade para o uso balnear. O Executivo Municipal tem, contudo, estado atento às especificidades da zona do Rebolim e, nesse sentido, encontra-se a preparar um projeto de requalificação da área envolvente à praia, respeitando os valores naturais existentes e a sensibilidade ambiental da área.

Já a praia fluvial de Palheiros e Zorro é uma importante área balnear, de dimensão regional, que dispõe de um conjunto considerável de infraestruturas e equipamentos de apoio aos utentes. A praia cumpre, ainda, os requisitos da qualidade da água no que respeita à recolha e frequência da amostragem e os requisitos de praia acessível, dispondo de passadiços de madeira, rampas de acesso à água e cadeira anfíbia. O seu acesso é seguro e livre ao público, contando, ainda, com controlo relativamente à presença de animais domésticos e de veículos. É uma praia com um importante património natural e de inegável beleza paisagística, que recebe anualmente milhares de turistas, o que contribui para a dinamização da economia local e promoção da freguesia e do concelho de Coimbra.

Relembramos, ainda, que este ano a época balnear já começou, a 1 de maio, e decorre até ao dia 31 de outubro. 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link