Conecte-se connosco

Cidade

Coimbra sinaliza Caminhos de Fátima e Santiago

Publicado

em

O anteprojeto “Caminhos de Fátima e Santiago” é um dos assuntos que fazem parte da agenda do executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), na sua reunião da próxima segunda-feira.

caminhos

A obra de aperfeiçoamento dos “Caminhos de Fátima e Santiago” apresenta um custo estimado em 150 mil euros e tem como objetivo identificar e sinalizar percursos para caminhantes, que se dirigem a Fátima ou a Santiago, evitando estradas de grande tráfego automóvel em favor de caminhos pedonais ou, se estes não estiverem disponíveis, estradas secundárias com pouco tráfego automóvel.

Para os caminhantes que chegam à entrada norte do concelho de Coimbra, os percursos são, simultaneamente, Caminhos de Fátima e a Santiago, sendo a direção de Fátima indicada por setas azuis e a direção Santiago por setas amarelas. O objetivo de sinalizar os caminhos de Fátima e, complementarmente, Santiago, é fundamental para garantir que o percurso se faça em condições de segurança e conforto por parte dos caminhantes.

Já se encontra sinalizado o caminho do Norte que, partindo de Valença, chega ao concelho de Coimbra na zona de Santa Luzia (concelho de Mealhada), entrando no troço da antiga Estrada Nacional nº 1 para Sargento-Mor. A partir deste local até aos Campos de Bolão, zona de apoio e a entrada do Choupal, o Caminho de Fátima é coincidente com os Caminhos de Santiago. 

Prevê-se desenvolver condicionamentos de tráfego com limitações de velocidade, passadeiras sobrelevadas, passeios e zonas apenas pedonais.

O percurso urbano de atravessamento de Coimbra desenvolve-se por três itinerários: o do Centro Histórico, passando pelo Terreiro da Erva, Praça 8 de Maio, Igreja de Santiago, Portagem e Avenida João das Regras; e outros dois pela margem direita, ponte de Santa Clara e futura ponte pedonal, até à Av. João das Regras. Neste itinerário, a obra a executar mais relevante é a referente à travessia do Açude-Ponte, estando prevista a execução da ponte pedonal e respetivos acessos.

As obras das margens do Mondego irão melhorar substancialmente e diminuir o percurso urbano, valorizando o espaço público e dotando as margens do rio de passeios mais largos e com melhores condições para pessoas de mobilidade reduzida.

No troço da Av. João das Regras, os caminhantes deverão seguir pelo caminho principal, isto é, pelo Convento São Francisco, seguindo pela Ex-N1 até Cernache. Nesta zona, a estrada tem condições para alargamento das bermas e construção de alguns troços de passeios. Nas zonas onde o arruamento é mais estreito deverão ser introduzidos mecanismos de acalmia do tráfego rodoviário dando prioridade ao peão.

Em Cernache, o itinerário segue dentro da antiga povoação, passando perto da Igreja matriz, seguindo a rua principal até Casconha, passando sobre o viaduto do IC2.

Nesta zona, deverá ser dada especial atenção aos caminhantes para não entrarem no IC2. Finalmente, no último troço entre a escola primária de Casconha até ao limite do concelho com Condeixa, o caminho municipal é praticamente de acesso local.

 No concelho de Coimbra, o principal ponto de apoio aos “Caminhos de Fátima e Santiago”, já aprovado por despacho do presidente da CMC, de 10 de abril de 2016, será localizado nos Campos do Bolão, nas imediações do Choupal e junto às instalações da CMC.

Este local é de fácil acesso, permitindo o estacionamento de veículos de apoio, deverá ainda usufruir de um parque de merendas, com bancos, mesas de picnic, ponto de água e instalações sanitárias.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link