Conecte-se connosco

Cidade

Coimbra: Praia do Rebolim estreia-se na Bandeira Azul. Palheiros e Zorro há 10 anos com o galardão

Publicado

em

A Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) anunciou hoje os galardoados para a época balnear de 2021, com o júri nacional e internacional a atribuir a Coimbra, pela primeira vez, duas praias fluviais certificadas.

O Rebolim estreia-se este ano, enquanto os Palheiros e Zorro recebe o galardão pelo décimo ano consecutivo. Esta certificação atribuída faz jus ao investimento e estratégia da Câmara Municipal de Coimbra de virar a cidade para o rio Mondego e de o colocar ao usufruto da população, atestando o cumprimento de um conjunto de requisitos de qualidade ambiental, da água, equipamentos, segurança e serviços aos utentes.Neste momento, decorrem trabalhos em ambas as praias para que tudo esteja pronto para a época balnear que se avizinha.

A Câmara de Coimbra continua a investir para virar a cidade para o rio Mondego e de o colocar ao usufruto da população, num investimento global que, nos últimos sete anos, já ascende previsivelmente a 30M€.

Em 2021, fruto desta estratégia, Coimbra vai ter pela primeira vez duas praias fluviais com Bandeira Azul. Depois da contínua intervenção da Câmara de Coimbra para valorizar e requalificar a zona do Rebolim, esta recuperada praia fluvial estreia-se este ano com a atribuição do galardão Bandeira Azul que certifica o cumprimento de vários requisitos de qualidade ambiental.

Uma intervenção que se iniciou em 2018, quando a margem direita do Mondego, entre o Rebolim e a Portela, estava completamente abandonada e suja. Foi então que a autarquia iniciou limpezas para devolver esta margem à população e para melhorar o meio ambiente. Esta ampla operação de limpeza e recuperação ambiental passou pela remoção de vegetação de espécies infestantes, de resíduos, de lixeiras e de outros detritos sobrantes da antiga extração de areias, sendo que até pneus, fibrocimento e animais mortos foram encontrados enterrados no local.

O Rebolim é agora um espaço que, devido às suas qualidades ambientais e paisagísticas e ao conjunto de intervenções de beneficiação realizadas pela autarquia, tem vindo a ganhar protagonismo junto da população de Coimbra e seus visitantes. Com o conjunto de intervenções de beneficiação, atualmente a zona conta com acesso pavimentado, estacionamento (269 lugares, com 8 lugares para cidadãos portadores de deficiência), sinalética direcional e informativa, sanitários (incluindo para cidadãos portadores de deficiência), parque de merendas e estrutura de apoio à praia e aos nadadores-salvadores.

A área dispõe, ainda, de todos os materiais e equipamentos de vigilância e prestação de salvamento, socorro a náufragos e assistência a banhistas. E, não menos importante, a avaliação da qualidade da água está em conformidade para o uso balnear, sendo que o período oficial vai de 1 de junho a 30 de setembro.

No entanto, a partir de 15 de maio e até meados de outubro, a praia fluvial do Rebolim vai dispor de três locais de restauração e bebidas de caráter não sedentário, que se pretende que disponibilizem refeições rápidas, bebidas frescas, cafés, gelados e doces, entre outros produtos.

Uma forma da Camara de Coimbra disponibilizar esses serviços aos cidadãos que elegem o Rebolim como local para aproveitarem os dias de sol e, simultaneamente, apoiar os empresários desta área de negócio, que também têm sido afetados pelas condicionantes impostas pela pandemia da COVID-19. O período de candidaturas para a exploração dos lugares de restauração e bebidas já terminou a 22 de abril.

Já na praia fluvial de Palheiros e Zorro, a época balnear vai de 15 de junho a 15 de setembro. Esta é uma importante área balnear, de dimensão regional, que tem vindo a ser alvo de vários investimentos por parte da CM Coimbra e da Junta de Freguesia de Torres do Mondego, e que dispõe de um conjunto considerável de infraestruturas e equipamentos de apoio aos utentes. A praia cumpre, ainda, os requisitos da qualidade da água no que respeita à recolha e frequência da amostragem (classificada de Excelente), e os requisitos de praia acessível, dispondo de passadiços de madeira, rampas de acesso à água e cadeira anfíbia.

O seu acesso é seguro e livre ao público, contando, ainda, com controlo relativamente à presença de animais domésticos e de veículos. É uma praia com um importante património natural e de inegável beleza paisagística, que recebe anualmente milhares de turistas, o que contribui para a dinamização da economia local e promoção da freguesia e do concelho de Coimbra.

No ofício remetido à CM Coimbra, o presidente do Júri Nacional da ABAE, José Archer, congratula a autarquia “pelo trabalho realizado nas praias, pela evolução segura e de qualidade, ao longo dos 10 anos de candidatura ao galardão Bandeira Azul” nos Palheiros e Zorro e, ainda, pela “nova candidatura da praia do Rebolim”.

O programa Bandeira Azul da Europa é coordenado pela ABAE, que representa a Foundation for EnvironmentalEducation (FEE) em Portugal. Este organismo agrupa entidades internacionais de 60 países que, em conjunto, promovem atividades de sensibilização e educação para o desenvolvimento sustentável. O objetivo do programa é tornar possível a coexistência do desenvolvimento do turismo com o respeito pelo ambiente local, regional e nacional e, tendo em conta a sua longa duração (teve início em 1985), é considerado e reconhecido como um eco-label para operadores turísticos, decisores e público em geral.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com