Conecte-se connosco

Coimbra

Coimbra: Olha quem foi ver as obras do Metrobus!

Publicado

em

Já são visíveis os trabalhos em curso da empreitada que decorre há alguns meses para a abertura da Via Central, na Baixa de Coimbra, relembra a autarquia local em comunicado enviado a NDC.

A obra, que vai permitir a passagem do Metrobus do Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM), foi visitada esta manhã pelo presidente da Câmara Municipal (CM) de Coimbra, Manuel Machado, pela presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Isabel Damasceno, pelos membros do Conselho de Administração da Metro Mondego, João Marrana, Eduardo Barata e Paula Pêgo, e pelos vereadores da autarquia, Carlos Cidade e Regina Bento, mas, ao contrário do que é habitual, a comunicação social não foi convidada.

A obra de abertura da Via Central, que vai permitir a ligação do Metrobus entre a frente do rio Mondego e a Rua da Sofia, através da Linha do Hospital do SMM, está a decorrer a bom ritmo, afiança a edilidade local.

Trata-se de um investimento de 3,5 milhões de euros, com um prazo de execução de 23 meses, e que se iniciou em setembro do ano passado.

A empreitada integra a reconstrução de vários imóveis e a construção do edifício-ponte, da autoria do arquiteto Gonçalo Byrne, e vai reabilitar uma área urbana degradada, contribuindo para a melhoria e requalificação de uma zona de proteção do bem classificado pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade.

A Linha do Hospital, em que esta empreitada se insere, faz a ligação do coração da cidade de Coimbra e da Linha da Lousã à zona de Celas, onde se localiza um importante complexo de saúde (CHUC, IPO, Hospital Pediátrico), duas Faculdades (Medicina e Farmácia), bem como vários Institutos de Investigação e outros equipamentos de importância estratégica para a cidade e para a região. O projeto de execução foi aprovado na reunião do executivo municipal de 22 de fevereiro.

A implementação do SMM, numa extensão total de 42 quilómetros, já tem outras empreitadas em curso, desde logo trabalhos de reforço dos pilares da Ponte da Portela, onde vai passar o troço Serpins/Alto de S. João, que também já está com a obra em curso.

Recorde-se que em janeiro o Governo e a comissária europeia Elisa Ferreira anunciaram que a Comissão Europeia aprovou a contribuição financeira de 60 milhões de euros, num total do montante de investimento elegível de mais de 89 milhões de euros, para avançar com as obras e concursos do SMM.

A visita incluiu ainda passagem pela sede da Metro Mondego, pela obra de requalificação da Praça do Comércio e das ruas Direita e da Nogueira.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com