Conecte-se connosco

Coimbra

Coimbra: ITAP é distinguido com menção honrosa no concurso “Cineastas Digitais” 

Publicado

em

A liberdade de expressão, ou a falta de, foi o foco dos alunos Francisco Freire e Tiago Tavares, do 3º ano do curso de Multimédia do Instituto Técnico e Artístico Profissional de Coimbra (ITAP), para a realização da curta-metragem Wrapping freedom of expression”, que, através de uma metáfora, nos alerta para a importância deste assunto. O trabalho, que teve a coordenação do professor Paulo Calhau, foi distinguido com uma menção honrosa na XII do Concurso Cineastas Digitais, na categoria VídeoCurtas 2018/19. 

“Limitar a capacidade de pensar, discursar, movimentar e cooperar constrói a falta de liberdade de expressão na sua plenitude. Utilizando a metáfora de embrulhar o ser humano, impedindo a sua livre expressão, quisemos denunciar e ao mesmo tempo alertar para a importância deste assunto, onde a Europa deve mostrar-se ao mundo como exemplar, pois é um dos seus valores mais nobres”, consideram os autores. 

A ideia surgiu pela convivência com colegas na própria escola. “Houve um certo enquadramento que motivou o assunto, que teve a ver com o facto de alguns alunos na nossa escola se vestirem de forma pouco usual e, por isso, muitas vezes serem julgados ou até ridicularizados por outros colegas. A forma como nos vestimos é também uma forma de expressão e nem sempre a sociedade respeita essa liberdade”, argumentam. 

O Concurso Cineastas Digitais é promovido pelo Centro de Competências Entre Mar e Serra e, embora tivesse decorrido no ano letivo 2018/2019, a sessão de entrega de prémios apenas se concretizou no passado dia 1 de março, através de videoconferência. 

Ao longo da sessão, que contou com a presença da Diretora Pedagógica, do professor responsável pela coordenação e do aluno Tiago Tavares, em representação do ITAP, tiveram também palavra o Coordenador do Centro de Competência Entre Mar e Serra (CCEMS), António Rodrigues, a Coordenadora do concurso Cineastas Digitais, Nancy Silva, assim como Teresa André, representante da Direção Geral da Educação (DGE).  

Para além da entrega de prémios foram igualmente referidos vários aspetos sobre a produção de filmes nas escolas e do trabalho criativo com os alunos, mas sobretudo da escola como agente de educação para os valores de cidadania. A realização de projetos deste teor traz inúmeros benefícios aos alunos, enquanto aprendizagem durante o processo de experimentação, o desenvolvimento da perceção, da criatividade e de práticas sociais e construção de opiniões e pensamento crítico. 

Esta curta-metragem pode ser visualizada no website do projeto Cineastas Digitais em cineastas.ccems.pt, bem como nos canais de divulgação do ITAP, em www.itap.pt. 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com