Conecte-se connosco

Coimbra

Coimbra: Enfermeiros com contratos precários exigem vínculo de trabalho (com video)

Publicado

em

Há mais de duzentos enfermeiros na região de Coimbra com contratos precários revelou hoje o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses durante uma manifestação de profissionais com contratos precários, a termo certo e a recibos verdes.

Hoje, na entrada principal dos Hospitais da Universidade de Coimbra, exigiram contratos sem termo para as funções essenciais que exercem e no final da ação entregaram ao conselho de administração do Centro Hospitalar um abaixo assinado com as reivindicações.

Paulo Anacleto disse ao Notícias de Coimbra que há enfermeiros a concluir dois contratos de quatro meses e que podem ficar sem trabalho se não entrarem nos quadros. Há ainda enfermeiros com recibos verdes, nomeadamente no centro de reabilitação Rovisco Pais.

O representante do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses disse que há mais de 200 enfermeiros precários que celebraram um contrato em agosto de 2020 para que o SNS enfrentasse a pandemia de covid 19 e que não têm a certeza de que irão continuar nos seus postos de trabalho e há ainda profissionais contratados a termo incerto por substituição, há quatro anos.

“Não faz sentido que os enfermeiros que foram contratados a 1 de agosto de 2020 para combater a pandemia não passem à contratação efetiva”, reitera Paulo Anacleto.  Veja o video do direto Notícias de Coimbra.

 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com