Conecte-se connosco

Coimbra

Coimbra em Alerta Vermelho. Proteção Civil diz que Leslie está a ir embora

Publicado

em

 A Proteção Civil disse hoje que “os maiores perigos já passaram” em relação à passagem da tempestade Leslie por Portugal e que vai fazer uma avaliação com o IPMA, às 11:00, sobre a situação de alerta no país.

“Os maiores perigos já passaram”, disse o comandante Belo Costa, da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), num ponto de situação aos jornalistas, às 09:00 na sua sede, em Carnaxide, Lisboa.

As 1.890 ocorrências registadas pela Proteção Civil dividem-se em 1.218 quedas de árvores, 53 movimentos de massas, 98 inundações, 441 quedas de estruturas e 75 limpezas de vias.

A ANPC registou ainda 27 feridos ligeiros, três pessoas assistidas no local, 61 desalojados “devido a casas destelhadas ou quedas de árvores sobre habitações” e que conseguiram, maioritariamente, encontrar alojamento junto de familiares, não havendo “situações críticas” nesta matéria.

“Apesar de o período mais crítico ter passado, a ANPC mantém os estados de alerta especiais definidos”, disse o comandante Belo Costa, acrescentando que espera que após o ‘briefing’ com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), marcado para as 11:00, existam “condições para desgraduar” os níveis de alerta ao longo da tarde.

Ainda vigoram alerta especial vermelho para os distritos do Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa e Setúbal; alerta especial laranja para Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco, Évora, Guarda, Portalegre, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu; e alerta especial amarelo em Faro, que determinam “uma monitorização rigorosa sobre a evolução da situação meteorológica e das respetivas consequências” e que mantêm no terreno 1.200 operacionais.

 A circulação dos autocarros dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) está hoje “gravemente condicionada”, na sequência da passagem do furacão Leslie pela região, no sábado.

As linhas de tração dos troleicarros municipais foram bastante afectadas em várias ruas do centro urbano de Coimbra.

Há mais de uma dezena de ruas cortadas e muitas árvores caídas nas principais artérias da cidade.

O comandante adiantou que a Proteção Civil está neste momento preocupada em encerrar cerca de 900 ocorrência ainda em aberto, das 1.890 registadas.

O responsável adiantou ainda que mais de 300.000 pessoas foram afetadas por cortes de energia, sendo o número de afetados mais reduzido neste momento, com o trabalho de reposição gradual realizado ao longo da noite.

O corte de energia, que afetou um total de 324.400 pessoas, de acordo com os números da ANPC, tem particular incidência nos distritos de Coimbra e Leiria.

A passagem da tempestade Leslie provocou ocorrências maioritariamente em Coimbra, Leiria, Aveiro, Viseu, Lisboa e Porto, por esta ordem quanto ao número de incidências.

A ANPC mantém, no entanto, as recomendações à população, pedindo que se mantenham vigilantes e afastadas de áreas arborizadas ou zonas com proibição de circulação imposta pelas autoridades, lembrando que mesmo no trabalho de rescaldo podem ocorrer situações como quedas de árvores ou de estruturas.

No terreno estiveram 6.373 operacionais e 2.002 meios terrestres.

A maioria das estradas cortadas devido ao mau tempo já foi reaberta.

Centenas de milhares de habitações sem eletricidade, pessoas desalojadas, estradas cortadas, voos cancelados, danos na via púbica e árvores caídas, são o resultado da passagem da passagem da tempestade Leslie pelo continente.

A tempestade Leslie deixou cerca de 200 linhas de alta/média tensão fora de serviço e milhares de habitações sem energia elétrica, indicou hoje a EDP Distribuição, que acrescentou que continuam no terreno mais de 500 operacionais em trabalhos de reparação de avarias.

A Proteção Civil deverá fazer novo ponto de situação pelas 13:00 de hoje na sua sede, em Carnaxide, Oeiras.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link