Conecte-se connosco

Ensino

Coimbra Business School esgota as 524 vagas na primeira fase

Publicado

em

O Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra (ISCAC) – Coimbra Business School (CBS) anunciou hoje que esgotou todas as 524 vagas na primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior.

Numa nota de imprensa, a Coimbra Business School | ISCAC, do Politécnico de Coimbra, informa que pelo terceiro ano consecutivo “esgotou todas as vagas oferecidas”, totalizando 524 distribuídas por nove cursos de licenciatura.

“Este resultado foi acompanhado por uma subida generalizada das notas médias de acesso. Destaque para a licenciatura em Gestão de Empresas, cuja nota mínima foi de 15,6 valores”, adianta.

O presidente daquele estabelecimento de ensino superior, Pedro Costa, considerou que “estes resultados refletem o reconhecimento da sociedade e, neste caso, dos novos alunos da qualidade do ensino e da investigação que se produz na CBS | ISCAC, um ensino verdadeiramente aplicado, génese desta escola e verdadeira matriz diferenciadora do ensino politécnico”.

“Para este sucesso contribui, certamente, a elevadíssima empregabilidade dos nossos cursos, que é igualmente – e, neste caso, a jusante – o reconhecimento da qualidade dos nossos diplomados pelas mais variadas empresas e organizações do país, e não só”, acrescenta.

Pedro Costa destacou, ainda, a aposta no reforço da qualidade do ensino, na sua ligação ao mercado e, sobretudo, na capacidade de investigação e de inovação científica dos docentes e dos investigadores da Coimbra Business School.

De acordo com informação enviada à agência Lusa, o ano passado, a escola abriu 599 vagas, tendo sido, igualmente, todas ocupadas.

O decréscimo registado este ano deve-se “ao facto de em 2020 as vagas terem sido incrementadas com as sobrantes dos contingentes especiais, nomeadamente os estudantes internacionais, que, devido à pandemia de covid-19, não teve candidaturas em número significativo”.

“A CBS | ISCAC tem atualmente mais de quatro mil alunos e mais de 500 docentes e investigadores, distribuídos por 22 cursos conferentes de grau académico (nove licenciaturas e 13 mestrados) e por 46 cursos não conferentes de grau (pós-graduações e MBA), a que se soma 35 pessoas não docentes”, adianta a Coimbra Business School.

Mais de 49 mil novos estudantes entraram agora para o ensino superior, tendo ficado sem colocação 33% dos candidatos à primeira fase do concurso nacional de acesso, revelam dados divulgados no domingo pelo Ministério do Ensino Superior.

Há 49.452 novos estudantes no ensino superior público, o segundo maior número de colocados nos últimos 30 anos. O recorde foi ultrapassado apenas no ano passado, quando quase 51 mil alunos ficaram colocados na primeira fase.

Mas este é também o ano, na última década, em que mais alunos ficaram de fora: dos 64 mil candidatos, 14.552 não conseguiram ainda um lugar no ensino superior.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade