Conecte-se connosco

Ensino

Coimbra Business School apresenta estudo para nova estratégia da marca “Sertã”

Publicado

em

A Coimbra Business School (CBS) – Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra (ISCAC) apresentou um estudo sobre a marca “Sertã”, que tem como objetivo definir uma nova estratégia de posicionamento e de ‘marketing’ local.

“O estudo centrou-se numa análise e proposição de um posicionamento estratégico de marca, baseado nos fatores mais diferenciadores daquele território e com maior potencial de reforço da sua identidade e atratividade nos segmentos de novos residentes (não habituais ou permanentes), visitantes, turistas e investidores”, explicou, em comunicado enviado à agência Lusa, a CBS-ISCAC.

Esta avaliação científica para a definição de uma estratégia de ‘marketing’ local surgiu na sequência de um pedido feito pelo município da Sertã, no distrito de Castelo Branco, ao Observatório de Branding Territorial.

“O [rio] Zêzere, os seus afluentes e ribeiras; os valores naturais e paisagísticos, culturais e humanos do concelho, das suas três vilas e mais de 300 aldeias, e os desafios especialmente atuais ligados à sustentabilidade, marcaram as conclusões e propostas do estudo, que serão objeto de avaliação e desenvolvimento por parte do município”, lê-se na nota.

O trabalho, de caráter científico, esteve a cargo do Observatório de Branding Territorial da CBS–ISCAC.

Segundo a nota, o Observatório apresentou ainda propostas de programação de ‘marketing’ local, voltadas para a valorização dos recursos naturais, a revitalização de aldeias e a ativação cultural da Sertã enquanto destino.

“Para a elaboração das conclusões, o estudo procedeu a uma síntese crítica dos relatórios produzidos por uma consultora a respeito das perceções internas e externas sobre os valores e fatores potenciais da marca ‘Sertã’, complementada por uma auscultação direta a atores-chave do território e a uma análise de casos comparáveis, nacionais e internacionais”.

Citado no documento, o presidente da Câmara da Sertã, Carlos Miranda, realçou que “este trabalho da Coimbra Business School acrescenta mais um pilar à estratégia de desenvolvimento da Sertã e reconhece o potencial de marca do território”.

“Queremos tornar a Sertã um destino sustentável de visita, investimento e segunda residência, no contexto do vale do Zêzere e da região”, sustentou.

O autarca destacou ainda, no território da Sertã, as vilas e aldeias, figuras e mitos, cultura e gastronomia.

“Temos valores intrínsecos e potencial de futuro. Precisamos de os organizar, valorizar e comunicar para os públicos e mercados certos, envolvendo a comunidade”, concluiu.

Já o coordenador do Observatório de Branding Territorial da CBS–ISCAC e especialista em marketing territorial, Jorge Sobrado, salientou que o projeto de estratégia da marca Sertã “é um exemplo do potencial científico” aplicado da CBS.

“Este Observatório pode converter-se num laboratório de estudo aplicado de marcas territoriais em Portugal. A Sertã dá também um bom exemplo ao procurar aconselhamento científico complementar à consultoria de mercado”, afirmou.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com