Coimbra

Coimbra avança com processo de construção do Centro Escolar de Cernache

Notícias de Coimbra | 5 anos atrás em 19-08-2019

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) decidiu hoje, por unanimidade, avançar com o processo para a construção do Centro Escolar em Cernache.

PUBLICIDADE

O presidente da Câmara, Manuel Machado, disse que a autarquia já está a trabalhar nessa “solução a longo prazo” na área educativa para aquela freguesia do concelho, que tem cerca de 4.000 habitantes.

PUBLICIDADE

Segundo um documento do município divulgado aos jornalistas, o futuro estabelecimento de ensino será “inspirado no Centro Escolar do Loreto”, inaugurado em 2016 pelo ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

“Terá de ser adquirido um terreno que permita a instalação de um edifício com seis salas de aula, quatro para escola básica (EB) e duas para jardim-de-infância, a que acresce espaço para biblioteca, refeitório e sala polivalente. No exterior, prevê-se a criação de um campo de jogos e recreios descobertos e cobertos”, de acordo com a nota do Gabinete de Apoio à Presidência da CMC.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Também por unanimidade, na sua reunião quinzenal, o executivo aprovou uma proposta de protocolo de cooperação com a Província Portuguesa da Companhia de Jesus “para a disponibilização de instalações” do Colégio da Imaculada Conceição (CAIC), em Cernache, “de forma a garantir o funcionamento da Escola Básica (EB) de Casconha no próximo ano letivo”.

O complexo educativo do CAIC “oferece condições estruturais e técnico-pedagógicas, à semelhança do que aconteceu nos dois últimos anos letivos, tendo subjacente o superior interesse das crianças”.

O acordo, a celebrar com a Companhia de Jesus, “prevê a disponibilização de cinco salas de aula para o desenvolvimento das atividades letivas e de enriquecimento curricular”, ficando ainda garantidos “um espaço de refeitório para almoço dos alunos da EB de Casconha e da EB de Cernache, um espaço de arrumos, um espaço exterior de recreio, exclusivo para os alunos da EB de Casconha, e equipamento existente de apoio à prática pedagógica para cada uma das salas de aula”.

O protocolo terá a duração de um ano letivo.

Uma proposta de “apoio pontual” ao Círculo de Artes Plásticas de Coimbra (CAPC), no valor de 40 mil euros, para a produção da edição de 2019 da Anozero – Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra, foi também aprovada por unanimidade.

Esta iniciativa é uma organização conjunta do CAPC, Câmara Municipal e Universidade de Coimbra que teve a sua estreia em 2015.

A próxima edição da Anozero, cujo curador é Agnaldo Farias, tem como tema “A Terceira Margem do Rio” e vai decorrer entre 02 de novembro e 29 de dezembro.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE