Conecte-se connosco

Lazer

Coimbra apoia associações que gerem equipamentos culturais municipais

Publicado

em

O executivo da Câmara Municipal (CM) de Coimbra vai analisar e votar, na sua reunião de segunda-feira, uma proposta para a atribuição de apoios financeiros a três associações que gerem equipamentos culturais municipais. Em causa está a atribuição de apoios no valor global de 210 mil euros à Orquestra Clássica do Centro (OCC), para o ano 2021, de 345 mil euros ao grupo O Teatrão e de 330 mil euros à Escola da Noite – Grupo de Teatro de Coimbra, para os anos de 2021, 2022 e 2023. Um investimento da autarquia para valorizar o trabalho produzido e promover condições de estabilidade aos agentes culturais que têm a seu cargo a gestão de equipamentos municipais com programação regular.

As propostas do pelouro de Carina Gomes, vereadora da Cultura, foram analisadas no âmbito das candidaturas por convite, para 2021 a 2023, ao Apoio Financeiro Municipal para Atividade Permanente, destinado às entidades que gerem equipamentos culturais municipais, ao abrigo do Regulamento Municipal de Apoio ao Associativismo Cultural, que tiveram início em janeiro e terminaram no último dia do mês de março. O valor é atribuído com base nos programas e no interesse municipal e cultural dos projetos apresentados pelos agentes culturais.

A proposta de apoio financeiro da autarquia à OCC, que apresentou projeto para um ano, é de 185.000€ para o desenvolvimento da sua atividade regular e de 25.000€ para apoio às despesas de funcionamento e gestão do Pavilhão Centro de Portugal, para 2021. Já a proposta de apoio financeiro anual ao grupo O Teatrão, que apresentou projetos para três anos, é de 85.000€ para o desenvolvimento da sua atividade regular e de 30.000€ para apoio às despesas de funcionamento e gestão da Oficina Municipal de Teatro, para os anos de 2021, 2022 e 2023. Quanto à Escola da Noite – Grupo de Teatro de Coimbra, que também apresentou projetos para três anos, a proposta de apoio financeiro anual da autarquia é de 80.000€ para desenvolvimento da sua atividade regular e de 30.000€ para apoio às despesas de funcionamento e gestão do Teatro da Cerca de S. Bernardo, também para os anos de 2021, 2022 e 2023.

As propostas preveem, ainda, que no caso das despesas associadas à gestão do equipamento municipal por que cada entidade responsável ultrapassarem o apoio concedido, e desde que tal seja devidamente fundamentado e solicitado pela entidade em causa, o Município conceda um apoio pontual suplementar anual, até ao limite de 10.000€.

Recorde-se que, além destas três entidades gestoras de equipamentos culturais municipais, a Câmara Municipal também apoia financeiramente a Encontros de Fotografia – Associação Cultural e Recreativa, que tem a seu cargo a gestão do Centro de Artes Visuais e que viu a sua última candidatura, realizada em 2019, aprovada para um período de três anos, tendo Protocolo válido até ao final deste ano.

A CM Coimbra salienta a importância do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido por estas entidades no panorama cultural do município e sublinha o interesse municipal da atividade destas coletividades nas diferentes áreas de criação e programação artística.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com