Conecte-se connosco

Autárquicas

Cidadãos por Coimbra querem criar Provedor do Munícipe (com vídeo)

Publicado

em

O movimento Cidadãos por Coimbra (CpC) propôs hoje a criação do Provedor do Munícipe, que permita aproximar os cidadãos do poder executivo e que alavanque a promoção da intervenção cidadã nas políticas municipais.

Esta é uma das propostas do programa do CpC para Coimbra, que foi hoje apresentado em conferência de imprensa por Gouveia Monteiro e João Malva, candidatos à Câmara e Assembleia Municipal, respetivamente.

“As pessoas queixam-se de que os seus problemas se esgotam nos corredores e nas portas dos gabinetes e é muito difícil serem ouvidas e daí resultarem consequências”, disse João Malva.

O candidato à Assembleia Municipal considera “muito importante” que este órgão crie a figura do provedor do munícipe, que deve ser “independente do poder político e se articule com a Câmara, Juntas de Freguesia e as diferentes forças partidárias, para que “a voz dos cidadãos seja ouvida, devidamente ponderada e tenha consequências”.

O programa do CpC defende “um diálogo permanente e decisões partilhadas entre a Câmara Municipal e as Juntas de Freguesia, contribuindo para uma política de proximidade do Município, com mais recursos financeiros e técnicos para os investimentos próprios das Freguesias.

Assente em cinco pilares – Cidadania, democracia e boa governação; Democratização cultural e educação emancipatória; Vida Saudável num ambiente em equilíbrio; Economia e justiça social e Qualidade do viver – o documento tem como lema “Ouvir as Pessoas, Decidir Melhor”.

A reabilitação da frente ribeirinha na zona da Avenida Fernão Magalhães e a implementação de uma política fiscal municipal diferenciadora para estimular a criação de novos negócios na Baixa de Coimbra, com prioridade para os jovens, os desempregados e empreendedores seniores, são também prioridades do programa eleitoral.

Gouveia Monteiro, candidato à Câmara, apoia para aquela zona o programa de requalificação elaborado em 2012 pela Parque Expo, mas acusou a Câmara de não estar a liderar o projeto e de não divulgar o que tem previsto para aquele espaço.

Na área da saúde, a candidatura do Cpc considera fundamental reverter a “fusão desastrosa do Hospital dos Covões com o Centro Hospitalar e Universitário”, e pretende promover a “criação do hospital do futuro em proximidade com as populações e a saúde comunitária”.

O programa cruza “a preocupação com os serviços de saúde e o esvaziamento Hospital dos Covões, a inovação, empreendedorismo e indústrias criativas, a exclusão social, o património e turismo, o ambiente e a harmonia da cidade com os seus espaços verdes e azuis, a mobilidade verde e as alterações climáticas, entre outras temáticas”.

A candidatura do Cpc pretende ainda uma mobilização da cidade para o projeto Coimbra Capital Europeia da Cultura 2027, “envolvendo ativamente todos os agentes culturais, escolas, empresas, associações e instituições”.

Além de Gouveia Monteiro do CpC, nas eleições de dia 26 concorrem à Câmara de Coimbra o atual presidente Manuel Machado (PS), José Manuel Silva (coligação Juntos por Coimbra), Francisco Queirós (CDU), Filipe Reis (PAN), Tiago Meireles Ribeiro (Iniciativa Liberal), Miguel Ângelo Marques (Chega) e Inês Tafula (Partido Republicano Democrático e Movimento Partido da Terra).

Pode ver o vídeo do direto NDC na íntegra:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com