Conecte-se connosco

Lazer

Ciclo de Concertos de Coimbra regressa com oito espetáculos

Publicado

em

Oito espetáculos, cinco dos quais são gratuitos, integram o programa do VII Ciclo de Concertos de Coimbra, que vai decorrer entre 05 e 08 de maio sob o mote “A cidade, a música e o tempo”.

“Estas três dimensões entrelaçam-se em toda a programação do evento que propõe um roteiro (…) pelos vários espaços da cidade recentemente elevada a Património Mundial”, afirma em comunicado a organização, dirigida pelo pianista Tiago Nunes.

Segundo o diretor artístico da iniciativa, “os locais mais emblemáticos de Coimbra irão acolher uma viagem, com várias paragens, pela cultura musical ocidental que nos une”, que começa “em territórios transcaucasianos” para depois terminar no Novo Mundo.

Os oito concertos correspondem a um roteiro “da sensibilidade inspiradora da quarta sinfonia de Tchaikovsky, até à reinterpretação dos cânones e ensinamentos clássicos da Rhapsody in Blue, de George Gershwin”.

“Pelo meio, entre outras surpresas, estão marcados encontros com o virtuosismo de Rachmaninoff, o tradicionalismo de Schubert e a sonoridade do violoncelista Pavel Gomziakov, que tocará num instrumento de 1703 que pertenceu ao compositor Bernhard Romberg”, adiantam os promotores.

“A VII edição do Ciclo de Concertos (…) afigura-se-nos como uma das melhores oportunidades para celebrar Coimbra naquela que é considerada a primeira de todas as artes, a música. E, ao conjugarmos essa mesma arte intemporal com os locais de memória da cidade, estamos a dar-lhes vida, evocando em simultâneo o seu passado, presente e futuro”, destaca o presidente da Câmara de Coimbra, José Manuel Silva, citado na nota.

Por seu turno, Tiago Nunes realça “o caráter internacional do evento, com a presença dos pianistas Gülsin Onay, da Turquia, Zoran Imsirovic, da [antiga] Jugoslávia, Leonardo Hilsdorf, do Brasil, e ainda o maestro Ceciliu Isfan, da Roménia”.

“Teremos três grandes orquestras em palco e vai ser interpretado o segundo concerto de piano de Rachmaninoff, um dos concertos para piano e orquestra mais famosos da história da música”, acrescenta.

Além dos concertos e recitais, o Ciclo de Concertos conta novamente com uma “programação específica nas escolas”, assumida pela Orquestra de Sopros de Coimbra (OSC).

“Os nossos grupos cooperantes farão um périplo por quatro agrupamentos de escolas da zona Centro, criando momentos musicais abertos ao diálogo e à interação com o público”, em Coimbra, Miranda do Corvo, Penacova e Vila Nova de Poiares, refere João Calha, da direção da OSC.

O programa inclui ainda o Fórum Saber Ouvir, no Museu Nacional Machado de Castro, de 27 a 29 de abril, com três tertúlias concebidas como “uma espécie de mote para os vários concertos que integram o programa musical, com convidados ligados às artes conimbricenses”.

O VII Ciclo de Concertos é uma organização conjunta da Associação Culturxis e da Orquestra de Sopros de Coimbra, com alto patrocínio do Presidente da República, financiamento da Direção-Geral das Artes (DGArtes) e Câmara Municipal de Coimbra.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link