Conecte-se connosco

CHUC

CHUC quer referenciar e garantir o bem-estar de todos os cuidadores informais (com vídeos)

Publicado

em

Este sábado, dia 5 de novembro, assinala-se o Dia Mundial do Cuidador Informal e o Grupo da Literacia para a Segurança dos Cuidados de Saúde de Enfermagem do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) está a levar a cabo o evento “CUIDARTE – Juntos pelo bem-estar do cuidador”, no Pavilhão Centro de Portugal. É aberto a toda a comunidade e pretende refletir sobre a importância da literacia em saúde para o cuidador informal.

“Ser cuidador informal é uma arte e um ato nobre” e, por isso, é necessário permitir que os cuidadores acedam mais facilmente à informação, utilizando eficazmente os recursos de saúde disponíveis. No sentido de auxiliar essas pessoas, e de acordo com Berta Augusto, enfermeira coordenadora da Literacia para a Segurança dos Cuidados de Saúde, o CHUC começou por “investir na capacitação dos profissionais”.

“Cuidadores Infor+” é o novo projeto do CHUC, centrado na promoção do bem-estar dos cuidadores, que será apresentado esta tarde. “Integra um conjunto de atividades que vamos desenvolver com o cuidador, no sentido de todos os cuidadores serem referenciados para que possamos acompanhar o seu percurso de cuidar, de modo a serem apoiados dentro e fora do hospital”, revelou ao NDC Berta Augusto, acrescentando que a intenção passa por integrar a segurança social e vários serviços do CHUC, como a medicina de reabilitação.

Rui Nogueira, médico de Cuidados de Saúde Primários, marcou presença no primeiro painel e lançou o desafio de haver um provedor dos cuidadores informais, quer nas autarquias, como nas próprias freguesias.

Ana Cortez Vaz, vereadora com o pelouro da ação social da Câmara Municipal de Coimbra, destacou que “essa competência pertence à segurança social”, apesar de haver um trabalho de reencaminhamento. “Não diria termos um provedor em cada freguesia, mas sim sensibilizar as pessoas que estão nas freguesias, nomeadamente os assistentes sociais, para esta temática.

Recorde-se que, a partir de 1 de janeiro de 2023, as autarquias dão mais um passo no processo de descentralização no âmbito da ação social, contudo, “as verbas são claramente insuficientes”, realça a vereadora.

O Município de Coimbra tem recebido alguns pedidos de ajuda de cuidadores informais que não sabem como adquirir o estatuto e, consequentemente, receber o apoio.

O evento conta ainda com uma mostra de apoios ao cuidador, como a prevenção de úlceras por pressão, prevenção de quedas, dispositivos de apoio e promoção de mobilidade.

Veja os vídeos dos diretos do NDC:

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com