Conecte-se connosco

Política

Presidente do CDS espalhou beijinhos e canetas na Baixa de Coimbra (com vídeos)

Publicado

em

O presidente do CDS esteve esta quinta-feira em Coimbra para dar força ao cabeça de lista Jorge Almeida, numa arruada desde a Portagem até à Praça 8 de Maio.

Francisco Rodrigues dos Santos chegou 40 minutos depois da hora marcada e começou no Largo da Portagem a comprar uma dúzia de castanhas assadas, com dinheiro emprestado, a uma vendedora ambulante. “Eu sou fã de castanhas assadas. O meu avô é de Oliveira do Hospital e tem vários castanheiros”, revelou.

Depois de provar “a castanhinha” que, segundo o próprio, “estava ótima”, seguiu a distribuir canetas e panfletos por quem estava nas esplanadas. Entre palavras de ordem como “Coimbra alerta, chegou a direita certa” ou ” Francisco amigo, os jovens estão contigo”, o  foi atirando “beijinhos”, mas avisando que a caneta era para “pôr uma cruz no CDS no dia 30”.

A meio da Rua Ferreira Borges parou na histórica ourivesaria Costa. À porta veio o proprietário, José da Costa, que já conta mais de nove décadas de vida. “Desejo-lhe muita sorte. Aprecio muito a sua garra e juventude”, disse. “Você é da raça que nunca se vergará”, comentou Rodrigues dos Santos, oferecendo-lhe uma caneta . “Espere lá, espera lá, eu troco”, respondeu o comerciante, dando-lhe também uma.

No percurso teve tempo para esclarecer a curiosidade de um jovem que lhe perguntou o que faria se ganhasse as eleições. E, em frente ao Arco de Almedina, encontrou um grupo de estudantes de Engenharia que quis “uma selfie com o Chicão”. Depois de aceitar e até tirar a fotografia, aconselhou: “aproveitem esta vida que a vida de estudante é extraordinária”. Sempre ao seu lado, mas num registo mais discreto esteve Jorge Almeida que foi sendo sempre apresentado como “professor universitário”.

Nova paragem em frente ao café Nicola para um autógrafo e uma dedicatória a Cristina, uma eleitora que mudou de partido para o CDS. “Nunca é tarde para se mudar para melhor”, atirou o presidente, que prometeu “uma bandeirinha e uma canetinha”.

Ainda antes de uma paragem no Café Santa Cruz, Chicão prestou declarações aos jornalistas a quem disse que queria influenciar a governação do país.

Ao NDC lembrou que nasceu em Coimbra e aqui viveu até aos 5 anos, dizendo que foi “recebido com algum carinho e entusiasmo” e parte “mais galvanizado e entusiasmado acreditando que é possível derrotar o PS”.

“O professor Jorge Almeida é o melhor cabeça de lista no espaço do centro direita para derrotar o Partido Socialista”, sustentou, afirmando que “o CDS está de portas escancaradas para a sociedade de Coimbra”.

No final da arruada, Jorge Almeida, ouvido pelo NDC, disse que a ação de campanha foi “uma demonstração de força e  que  correu muito bem”, sublinhando “a grande mobilização e adesão”. O candidato defende que “é preciso facilitar a vida às empresas aos investidores, tornar o país mais amigo do investimento”.

Veja o direto NDC com as declarações de Francisco Rodrigues dos Santos ao NDC (a partir do minuto 1:14):

Veja o direto NDC com Jorge Almeida:

Veja o direto NDC com a arruada do CDS:

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link