Portugal

CGTP aprova resolução para aumento mínimo de 100 euros e 35 horas semanais

Notícias de Coimbra com Lusa | 1 ano atrás em 01-05-2023

A CGTP aprovou esta segunda-feira (1 de maio) uma resolução que defende o aumento salarial em 10% num mínimo de 100 euros, a reposição do direito de contratação coletiva e redução do horário de trabalho para 35 horas, entre outros.

PUBLICIDADE

“Vamos à luta, pelas reivindicações dos trabalhadores, nomeadamente “o aumento geral e significativo dos salários para todos os trabalhadores em pelo menos 10% com o mínimo de 100 euros, a valorização das carreiras e profissões e o aumento do salário mínimo para 850 euros”, lê-se na declaração aprovada no final da comemoração pela CGTP do Dia do Trabalhador, que terminou hoje na Alameda, em Lisboa, depois da marcha que começou no Martim Moniz.

A intersindical quer “avançar com a intensificação da luta reivindicativa em todos os setores exigindo aumentos intercalares no imediato que respondam à justa e possível reivindicação salarial nos locais de trabalho em que houve aumentos, mas que ficaram aquém das necessidades dos trabalhadores”, aponta-se ainda no texto, em que se defende também a redução do horário de trabalho para as 35 horas.

PUBLICIDADE

“A reposição do direito de contratação coletiva com a revogação da caducidade bem como das restantes normas gravosas da legislação laboral e a reintrodução plena do princípio do tratamento mais favorável ao trabalhador; a redução do horário para as 35 horas de trabalho semanal para todos, sem redução de salário, contra a desregulação dos horários, adaptabilidades, bancos de horas e todas as tentativas de generalizar a laboração contínua e o trabalho por turnos”, defende ainda a CGTP.

Na resolução, defende-se ainda que “o aumento dos salários é determinante para uma estratégia de desenvolvimento, a melhoria das condições de vida, o combate à pobreza, o aumento futuro das pensões de reforma, o estímulo à atividade económica e à produção nacional, o reforço da segurança social e do investimento nos serviços públicos”.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE