Conecte-se connosco

Crimes

Certificados de vacinação custam 150€ no mercado negro

Publicado

em

A Check Point Research (CPR) alerta para o crescimento exponencial do mercado negro dos certificados de vacinação falsos.  O número de anunciantes e subscritores disparou, multiplicando 10 e 12 vezes, respetivamente. Foram identificadas novas técnicas de venda que recorrem a bots para criar certificados na hora. Em Portugal, o preço deste tipo de documento anda à volta dos 150€. 

O mercado negro dos certificados falsos de vacinação expandiu a sua área de abrangência, incluindo agora 29 países. Portugal é um dos 9 países que se estreiam nesta lista, junto com a Áustria, Brasil, Letónia, Lituânia, Malta, Singapura, Tailândia e Emirados Árabes Unidos.

A 10 de agosto de 2021, a Check Point Research identificou cerca de 1000 anunciantes no Telegram. Atualmente, são mais de 10 000 utilizadores a oferecer certificados de vacinação falsos.

O Telegram é uma das principais plataformas onde decorrem estas transações ilícitas. Aqui, os vendedores organizam-se em grupos com um dado número de subscritores. Recentemente, foi identificada uma rápida aceleração do número de subscritores e seguidores, com alguns grupos a atingir os 300 000 membros – um número inédito até então. A drástica subida deve-se, no entender da Check Point Research, ao plano de vacinação obrigatória anunciado pela administração norte-americana na passada semana

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade