Coimbra

Centro sem medo do frio

Notícias de Coimbra | 6 anos atrás em 04-01-2019

As unidades de saúde da região Centro ainda não tiveram necessidade de acionar medidas extraordinários dos planos de contingência contra o frio, à exceção de Vagos, disse à agência Lusa fonte da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC).

De acordo com a mesma fonte, apesar do frio, a situação gripal está dentro das previsões e ainda não houve necessidade de proceder ao alargamento das consultas abertas e alargamento de horário nos centros de saúde.

PUBLICIDADE

“Apenas o Agrupamento de Centros de Saúde do Baixo Vouga acionou, na quinta-feira, a primeira linha do plano de contingência, que consistiu no reforço de recursos humanos da consulta aberta do Centro de Saúde Vagos, aos fins de semana, entre as 10:00 e as 14:00”, acrescentou.

Esta consulta destina-se a situações de doença aguda, que, no passado fim de semana, teve um acréscimo de afluência devido a infeções respiratórias”, sendo a única exceção na área da ARSC.

PUBLICIDADE

Os planos de contingência de saúde sazonal-módulo inverno têm previstas as medidas a tomar em caso de agudização da procura dos serviços, nomeadamente alargamento de horários dos centros de saúde e reforço dos recursos humanos.

Fonte da ARSC adiantou ainda que os hospitais da região têm cerca de 200 camas de internamento reservadas para, em caso de necessidade, abrirem de forma faseada.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE