CHUC

Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra reforça medidas para aliviar pressão no serviço de urgência

Notícias de Coimbra com Lusa | 7 meses atrás em 03-01-2024

 O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) anunciou hoje o reforço de medidas para aliviar a pressão no serviço de urgência depois de na terça-feira ter registado mais de 700 atendimentos.

PUBLICIDADE

“Vamos abrir a nossa capacidade de internamento, em articulação com o Hospital João Crisóstomo de Cantanhede, e também a abertura de novas camas nos Hospitais de Coimbra, reforço das equipas de medicina interna e reforço nas áreas da urgência básica”, disse o presidente do conselho de administração, Alexandre Lourenço.

O administrador, que falava aos jornalistas a meio da cerimónia de receção da formação de Residência Farmacêutica e Internato Médico, referiu que a abertura de 20 novas camas, “num processo dinâmico”, vai evitar que macas dos bombeiros fiquem retidas no serviço de urgência, como aconteceu na terça-feira.

PUBLICIDADE

Alexandre Lourenço adiantou que na terça-feira já foram abertas um conjunto de camas e que seguidamente serão abertas mais 10 nos Hospitais da Universidade de Coimbra e mais sete no Hospital de Cantanhede.

Segundo o presidente do conselho de administração, o reforço de medidas deve vigorar até ao dia 10 deste mês, mas se houver necessidade o CHUC tem capacidade para “tomar medidas adicionais, de acordo com a dinâmica da própria infeção [respiratória]”.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

“Estas medidas estão planeadas, estruturadas há algumas semanas e estamos a fazer o melhor para atender a população, sabendo que haverá sempre constrangimentos pontuais”, salientou.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE