Conecte-se connosco

Saúde

Centro de Vacinação de Coimbra reabriu hoje para vacinar 1.600 pessoas por dia

Publicado

em

O Centro de Vacinação de Coimbra reabriu hoje para vacinar 1.600 pessoas por dia com a terceira dose da vacina contra a covid-19 em simultâneo com vacina contra a gripe. Para já destina-se às pessoas com mais de 65 anos com agendamento ou em regime de casa aberta também para grupos profissionais de risco, mas o objetivo é ter toda a população vacinada até 19 de dezembro.

O diretor executivo do Agrupamento de Centros de Saúde do Baixo Mondego disse, em entrevista em direto ao Notícias de Coimbra, que a reativação do Pavilhão Mário Mexia, em Coimbra, vai permitir vacinar todos os utentes de Coimbra até 19 de dezembro. Luís Biscaia afirmou que a capacidade diária de vacinação do centro, instalado no pavilhão multidesportos da Solum  pode chegar às 1.700 pessoas por dia, substituindo e agilizando a “dupla vacinação” que tinha vindo a ser efetuada nos Centros de Saúde.

O Centro de Vacinação reabriu às 9h00 desta terça feira e uma hora depois as cadeiras no meio do campo de jogos onde os utentes repousam 15 minutos depois da vacina estavam já completa havia filas com cerca de duas  dezenas de pessoas em cada entrada, com um tempo de espera de cerca de 20 minutos.

O NDC acompanhou alguns utentes durante a vacinação esta manhã. Entre eles Vasco Martins, reformado, de 65 anos, que não quis olhar para as agulhas enquanto a enfermeira Catarina Castelo Branco ministrava as duas vacinas, uma em cada braço. Já na sala de recuperação e sem qualquer reação adversa imediata, Vasco Martins disse que recorreu à dupla vacinação para se sentir mais seguro, porque quer continuar a encontrar-se com os amigos.

José Manuel, antigo militar, disse ao NDC que esta já foi a terceira dose da vacina contra a covid-19 e que não teve qualquer reação adversa. O utente teceu um elogio à gestão do Plano de Vacinação pelo vice-almirante Gouveia e Melo e espera que quem o sucede tenha o mesmo desempenho positivo. Quanto às vacinas, sublinha que “não há qualquer espécie de medo” e recordou que fez parte da Força Aérea Portuguesa onde já estava habituado ao planos de vacinação. Acredita que o Natal será com menos restrições do que no ano passado se as pessoas “cumprirem o que está estipulado pela Direção-Geral da Saúde, até para evitarem a necessidade de uma quarta dose da vacina.

O Pavilhão Multidesportos Dr. Mário Mexia, na Solum em Coimbra, está preparado para receber os utentes com mais de 65 anos, com marcação para a terceira dose de covid-19 ou em regime de casa aberta e sem necessidade de agendamento prévio.

Podem também dirigir-se ao Centro de Vacinação de Coimbra os grupos de profissionais de risco, nomeadamente bombeiros envolvidos no transporte de doentes profissionais de Estrutura Residencial Para Pessoas Idosas (ERPI), da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI) e de instituições similares, envolvidos na prestação direta de cuidados, desde que devidamente credenciados pela instituição onde trabalham.

Veja os videos dos diretos Notícias de Coimbra

 

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade