Política

Celeste Amaro preconiza primárias no âmbito do PSD (olha a Câmara!)

Rui Avelar | 1 mês atrás em 19-04-2024

Celeste Amaro, candidata à liderança concelhia do PSD de Coimbra, opositora de João Francisco, é apologista da realização de eleições no âmbito do partido (primárias) a pensar nas escolhas autárquicas.

PUBLICIDADE

João Francisco Campos, rosto de um projecto de continuidade, e Celeste Amaro protagonizam, sábado (20), um duelo eleitoral inédito pela presidência da Comissão Política de Secção do PSD de Coimbra.

“Espero ser eleita para fomentar a discussão acerca das primárias”, disse a candidata, esta sexta-feira, a Notícias de Coimbra, visando colmatar a “falta de debate” intrapartidário.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

A antiga deputada à Assembleia da República admite que possa não ser viável pôr o assunto em marcha num horizonte de um ano, mas alega ser importante começar a discuti-lo.

PUBLICIDADE

“Trata-se, por ora, de um projecto embrionário”, assinalou em declarações a NDC.

Sem pôr em xeque a eventual reedição da plataforma inerente à eleição de José Manuel Silva para a presidência da Câmara conimbricense, ocorrida em 2021, Celeste Amaro alerta para “a necessidade de olhar para os valores da social-democracia”. Aponta, a título de exemplo, o valor do diálogo, vincando que ele fez parte das promessas de José Manuel enquanto candidato a prefeito.

A criação de um Conselho Estratégico, a afinação de políticas de mobilidade em função da futura espinha dorsal em que consiste o Metro ligeiro de superfície, a articulação com municípios vizinhos neste domínio, a transferência do Estabelecimento Prisional de Coimbra, a salvaguarda da Mata do Choupal, a criação de um ‘Museu da cidade’ e o aproveitamento do criptopórtico do Museu de Machado de Castro são outras das propostas da candidata.

Por sua vez, João Francisco Campos, presidente da União de Freguesias de Coimbra e aspirante à reeleição para a liderança da Secção local do PSD, propõe-se, em matéria de educação, “continuar a debater os vários problemas que a Câmara Municipal enfrenta” na sequência de transferência de competências provenientes da Administração Central.

O fomento do estudo sobre a possibilidade de transformação dos SMTUC – Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos em empresa municipal, a ligação da A13 (Coimbra/Tomar) ao IP3, a criação de um campus da Justiça e a relocalização do Estabelecimento Prisional de Coimbra figuram, também, no elenco de propostas de João Francisco.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE