Conecte-se connosco

Formação

CEARTE colabora com universidades na formação e investigação em técnicas de produção artesanal

Publicado

em

 

O CEARTE – Centro de Formação Profissional para o Artesanato e Património – celebrou, recentemente, protocolos de colaboração na área da formação e investigação com a FAUL – Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa – e com a ESMAE – Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo. O principal objetivo destas parcerias é munir os alunos de cursos superiores artísticos de competências técnicas, no que diz respeito à produção artesanal, sensibilizando-os para a excelência e importância do artesanato português. Estas sinergias já permitiram obter resultados muito positivos e grandes elogios por parte dos stakeholders das várias organizações.

Na FAUL, o CEARTE ministrou duas Oficinas Experimentais de Cestaria para um grupo de 26 estudantes de design, visando a introdução de técnicas de cestaria aplicáveis à conceção de projetos. Por outro lado, na ESMAE, dinamizou o curso “Construção de Marionetas – Técnicas de Manipulação” para 15 alunos da licenciatura de Teatro, que desenvolveram aptidões práticas para a construção de marionetas de fios e técnicas de manipulação e animação das mesmas.

O formador Marcelo Lafontana deixou o seu testemunho sobre estas iniciativas: “Sou Marcelo Lafontana, responsável pela formação de Marionetas de fios que está a ser promovida pelo CEARTE na ESMAE Porto. é uma formação experimental que a nossa Companhia – a La Fontana, tem desenvolvido nos últimos 15 anos, uma formação que procura desenvolver uma técnica das marionetas que é muito perfeita, muito delicada, muito complexa, que é a técnica em que as marionetas são mexidas através de fios. Para nós é um grande prazer partilhar com os alunos da ESMAE e professores, dentro da disciplina de cenografia, esta experiência. Curso que pretendemos que seja repetido nos próximos anos, que nos permita evoluir na arte da marioneta e possibilitar aos alunos uma diferenciação ao nível da saída profissional na exploração das possibilidades no mundo das formas animadas”.

É uma aposta do CEARTE reforçar esta parcerias a nível nacional com Universidades e Institutos Politécnicos para projetos de formação, investigação e desenvolvimento, relacionados com as artes e ofícios, o património e o design.

No quadro alargado das suas valências o CEARTE, através do seu Gabinete para a Promoção das Artes e Ofícios (GPAO) presta apoio técnico ao IEFP, intervindo no acompanhamento e organização do Sistema Nacional de Qualificação e Certificação de Produções Artesanais Tradicionais (SNQCPAT).

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link