Conecte-se connosco

Região

CCDR Centro premeia projetos de Envelhecimento Ativo de Cantanhede, Leiria e Aveiro

Publicado

em

Os projetos do Hospital Arcebispo João Crisóstomo, Sociedade Artística Musical dos Pousos e Universidade de Aveiro são os vencedores do concurso de Boas Práticas de Envelhecimento Ativo e Saudável na região Centro, anunciou hoje a organização.

Os vencedores da quarta edição deste concurso, promovido pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), em colaboração com o consórcio [email protected], foram revelados ao final da tarde, no 8.º Congresso do Envelhecimento Ativo e Saudável, que decorreu em Coimbra.

De acordo com a presidente da CCDRC, Isabel Damasceno, “torna-se premente promover e potenciar políticas para um envelhecimento cada vez mais saudável e ativo”, tendo em conta “o desafio demográfico da região Centro, que apresenta uma população bastante envelhecida”.

Ao todo, estiveram em concurso 145 candidaturas, que envolveram 123 entidades, “números que muito orgulham [a CCDR] e que são um estímulo ao desenvolvimento de novos projetos e parcerias e ao aparecimento de novas formas de promoção do envelhecimento ativo e saudável”.

“É, para nós, fundamental disseminar o conhecimento obtido com as candidaturas a concurso, para que estas práticas e projetos possam ser replicados em toda a região”, sublinhou ainda.

O projeto “Walk-ID”, apresentado pela Universidade de Aveiro, venceu a categoria Conhecimento+ e baseia-se no desenvolvimento de capas coloridas para equipamentos de auxílio à marcha, através da tecnologia de impressão 3D.

São destinadas a seniores que frequentam espaços públicos e instituições de acolhimento.

O principal contributo do projeto foi detetar o processo de estigma associado a estes equipamentos no envelhecimento e melhorar a qualidade da mobilidade por meio de um projeto que supere este estigma social, provendo a sua personalização e conexão emocional entre o equipamento e o sujeito sénior.

O “Hospital amigo dos + velhos”, promovido pelo Hospital Arcebispo João Crisóstomo, de Cantanhede, foi o vencedor na Categoria Saúde+, que teve a concurso 40 boas práticas.

Este projeto assenta num programa que visa a implementação sistemática de intervenções baseadas em boas práticas dirigidas aos idosos que são utentes do hospital, partindo de quatro elementos base: a motivação, a medicação, o estado mental e a mobilidade.

Na categoria Vida+, com 98 candidaturas submetidas, venceu o projeto “Palco em Casa”, da Sociedade Artística Musical dos Pousos, em Leiria.

Através da criação de uma programação de concertos de bolso, o público-alvo tem acesso a fruir de cultura, em suas casas, no seu espaço, podendo convidar familiares e amigos, através da oferta de um bilhete, para assistirem a um espetáculo cultural escolhido por si.

Este projeto contribui para reduzir o nível de solidão e isolamento do idoso, pois, através da fruição cultural, de sua preferência, potenciam a socialização cultural e reduzem o sentimento de solidão, ativando a saúde mental e física.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade