Casa em Condeixa entre os finalistas de prémio internacional de arquitetura

Notícias de Coimbra | 7 anos atrás em 25-08-2017

Uma casa em Janeanes, na freguesia de Zambujal,  concelho de Condeixa-a-Nova, projectada pelo estúdio Branco Del Rio, encontra-se entre os finalistas da 3.ª edição do Prémio Internacional de Arquitetura BigMat´17, tendo sido nomeados 15 portugueses, anunciou a FAUP.

PUBLICIDADE

condeixa

O trabalho consistiu na transformação de edifícios de uso agrícola numa casa de fim-de-semana para uma família de quatro gerações. 

PUBLICIDADE

Os principais espaços da casa ocupam os antigos currais – quatro volumes pétreos e escuros, com aberturas muito pontuais, adjacentes mas sem comunicação entre eles
O projeto estúdio Branco Del Rio “propões duas operações fundamentais: em primeiro lugar um novo eixo longitudinal atravessa os vários edifícios existentes, como um corredor escavado na pedra que une os vários espaços. Em segundo lugar, dois novos pátios fazem chegar luz natural às partes mais interiores da casa”.

A atuação completa-se com uma zona de comer exterior e uma piscina situados junta à Eira original, na parte alta do terreno, aproveitando as vistas e a melhor exposição solar.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Em todo o processo de trabalho do estúdio Branco Del Rio “esteve presente a ideia de contraste e surpresa ao opor um exterior que se mimetiza com a envolvente, pétreo e massivo, com um interior sóbrio, muito luminoso, delicado, inesperado na brutalidade da envolvente”.

casa

 

Em comunicado, a Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (FAUP) divulgou que estão nomeados os projetos do Museu Municipal Abade Pedrosa, em Santo Tirso, de Álvaro Siza e Eduardo Souto de Moura, o projeto do Instituto de Inovação e Investigação em Saúde – I3S, no Porto, de João Pedro Serôdio, na categoria Arquitetura e, ainda, do projeto para o Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas, nos Açores, da autoria de Francisco Vieira de Campos, Cristina Guedes e João Mendes Ribeiro, na categoria Reabilitação.

Os arquitetos Aires Mateus têm três projetos a concurso: a sede da EDP, em Lisboa, as Cabanas no rio, na Comporta, e a Casa no Tempo, em Montemor-o-Novo.

Ao todo, foram selecionados 15 projetos portugueses nas várias categorias: a Quinta da Tília, nos Açores, por Pedro Maurício Borges, Casa em Alfama, em Lisboa, por Matos Gameiro Arquitetos, a Casa Vermelha, em Vendas de Azeitão, pelo Extrastudio, o Pavilhão Povera, em Almada, do Atelier João Quintela Tim Simon, a Sunwheel, no Porto, pelo Moradavaga, o Espaço 355, em São João da Madeira, por 10Dedosvalentes, a Casa do Rosário, no Porto, pelo Deparquitectura, o Museu dos Coches, em Lisboa, pelos BAK Gordon Arquitectos, e a Casa em Janeanes, em Condeixa, pelo estúdio Branco Del Rio.

Esta edição vai contar com a atribuição de um Prémio do Público que poderá votar no seu projeto favorito até ao dia 24 de outubro.

Nesta edição foram selecionados 87 projetos dos sete países europeus participantes (regiões da Valónia e Bruxelas, Bélgica, República Checa, Eslováquia, França, Itália, Portugal e Espanha).

O júri é presidido por Jesús Aparicio e composto por Xaveer De Geyter (Bélgica), Henrieta Moravčíková (República Checa + Eslováquia), Marc Barani (França), Francesco Isidori (Itália), Paulo David (Portugal + Espanha), e pelo secretário do prémio Jesús Donaire.

A cerimónia de entrega dos prémios realiza-se a 24 de novembro, em Florença.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE