Opinião

Carlos Gago, arte e bondade

Notícias de Coimbra | 5 meses atrás em 07-02-2024

A década de 80 ficou marcada por grandes acontecimentos mundiais na política e nas questões sociais; guerras e revoluções; a queda do muro de Berlim e o início de uma nova era na informação. A Moda trouxe a “extravagância” e o excesso de ombreiras, de tonalidades néon e coloridas, jeans rasgados de cintura alta, justíssimas ou semi-baggys, blusas largas, cabelos super volumosos ou mergulhados em glitter gel e cortes em estilo mullet que, também, marcaram esta época. 

PUBLICIDADE

É desse período o movimento New Wave, que dá um novo fôlego ao estilo roqueiro, além de agitar o cenário musical. Esta onda contribuiu para uma estética que influenciou a Cultura, a Moda, o Cinema e as Artes Plásticas. A alegria era uma característica deste mix musical de rutura e de afirmação de uma nova estética. A rádio e a televisão eram os principais meios de disseminação da Cultura Pop.

Em 1984, o filme “O Lugar Morto”, de António-Pedro Vasconcelos, surge quando o cinema português buscava um novo sentido, e os cineastas estavam na ressaca da ditadura. A estreia de “O Lugar Morto” conseguiu a maior bilheteira do cinema português, com mais de 300 mil espectadores.

PUBLICIDADE

No meio da efervescência cultural e a respiração da liberdade, nasce em Coimbra, fevereiro de 1984, o Ilídio Design Cabeleireiros. Quatro décadas depois é o salão de beleza mais emblemático da cidade. Quando se tem uma história de sucesso, sabemos que, também, há muito trabalho, dedicação e suor. As mãos responsáveis em segurar o instrumento de trabalho, a tesoura, exige de quem a conduz, criatividade, sensibilidade e vocação. 

Carlos Gago e a sua equipa, conseguem reunir além de todas as habilidades para transformar o cabelo e a vida das pessoas, o que mais importa: paixão. Sim, é por ela que são movidos os artistas que promovem a beleza e a autoestima, porque amam as pessoas.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Não é possível ver a vida por outro prisma, a conceção da Arte é estabelecida diretamente pelo artista, e quando o que desejamos integra a alma, a história que ouvimos ou contamos não cabe numa mera descrição de palavras. Carlos Gago é a síntese da excelência, o autor e protagonista do seu sonho realizado, o melhor cabeleireiro português e um dos melhores do mundo. 

É, também, o embaixador e formador da marca L´Oréal Professionnel em Coimbra e diretor artístico do salão que tem o nome do seu tio, Ilídio. A tradição familiar é o seu maior tesouro e exibe-a com orgulho e gratidão pelo que é e representa. A cidade do rio Mondego, da Universidade e da Sofia, Património da UNESCO, é também, do Ilídio Design Cabeleireiros.  

A Arte e a bondade de Carlos Gago fazem amigos. As suas mãos, que devolveram brilho e volume aos cabelos ao longo dos anos, ajudaram a fazer a festa do quadragésimo aniversário do seu salão. 

Carlos Gago é merecedor de uma medalha municipal, como empresário, como artista e, principalmente, como embaixador da cidade no mundo.   

OPINIÃO | ANGEL MACHADO – JORNALISTA

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE