Conecte-se connosco

Cinema

Caminhos do Cinema Português desvenda nomes dos primeiros jurados

Publicado

em

A XXVI Edição do Festival que celebra o “cinema português para todos” acaba de revelar os nomes dos primeiros jurados a integrar o painel de avaliadores deste ano. Três das cinco equipas de júris já estão completas e contam com vultos ligados ao jornalismo, à investigação académica e, claro, à sétima arte.
 
 
Manuel Halpern, Patrícia Troca e Teresa Vieira compõem o Júri de Imprensa CISION, responsável por galardoar um dos filmes a concurso na Seleção Caminhos, em função do ritmo e consistência da sua montagem, da sua expressividade fotográfica e sonora e do seu rigor e ousadia estética. Em comum, os jurados têm uma vida profissional dedicada à comunicação. Manuel Halpern e Teresa Vieira são jornalistas e críticos ligados ao mundo da sétima arte, enquanto Patrícia Troca é analista de comunicação na Cision.
 
A Seleção Ensaios conta com David Bonneville, Raquel Schefer e Tânia Leão. Depois de avaliarem filmes produzidos em contexto académico ou de formação técnico-profissional, os três jurados irão eleger o “Melhor Ensaio Nacional”, o “Melhor Ensaio de Animação Nacional” e o “Melhor Ensaio Internacional”. David Bonneville é o cineasta responsável por películas como “O Último Banho” (2020), “Éden” (2010) ou “Heiko” (2008). Já as investigadoras Raquel Schefer e Tânia Leão notabilizaram-se também no papel de programadoras.
 
A Seleção Outros Olhares é a última das secções cujo painel de jurados é agora anunciado. O ilustrador André Caetano, o músico Emanuel Botelho e o professor de Design Nuno Coelho têm a seu cargo a distinção de um exercício cinematográfico de caráter ensaístico e experimental.
 
Ficam ainda por revelar os jurados da Seleção Caminhos, responsáveis por atribuir, entre outras condecorações, o Grande Prémio do Festival, e os jurados da Federação Internacional de Cineclubes / IFFS, a quem cabe eleger o vencedor do Prémio Don Quijote.
 
E porque o “cinema português é (realmente) para todos”, também os próprios espectadores são chamados distinguir o seu filme de eleição. O vencedor do Prémio do Público – Chama Amarela é escolhido entre os filmes exibidos na Seleção Caminhos, a partir da média aritmética das avaliações feitas pelos espectadores no final de cada sessão.
 
O Festival Caminhos do Cinema Português regressa a Coimbra a partir de 9 de novembro.
 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade