Cidade

Câmara quer “sacar papel” para a Geração Y

Notícias de Coimbra | 8 anos atrás em 22-07-2016

O executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) irá apreciar e votar, na reunião da próxima segunda-feira, uma proposta para a participação do Município de Coimbra no projeto europeu GEN-Y-CITY, que visa dar resposta às necessidades de emprego da chamada geração Y (nascidos entre 1980 e 1990), incluindo no seu programa de ação um conjunto de atividades direcionadas ao apoio dos jovens e às empresas criativas, como forma de reavivar os centros urbanos.

PUBLICIDADE

geração y

O projeto GEN-Y-CITY é direcionado à geração Y e tem em conta as suas preferências, tais como a vontade de viver e trabalhar no centro da cidade. É certo, por isso, o impacto direto que terá na melhoria da qualidade de vida nos centros das cidades. 

PUBLICIDADE

publicidade

Nessa fase, foram submetidas 99 candidaturas, envolvendo 111 cidades de toda a Europa, mas apenas foram aprovadas 21. Os projetos já estão em curso e foi dada a oportunidade dos líderes de cada projeto convidarem outras cidades para a rede que construíram. Nesta segunda fase, o líder Poznan, que convidou Coimbra, já conta com Granada (Espanha), Wolverhampton (Reino Unido), Klaipeda (Lituânia), Génova (Itália), Kristiansand (Noruega), Bolonha (Itália), Nantes (França), Sabadell (Espanha) e Daugavpils (Letónia) como parceiros.

O orçamento global do projeto para todos os parceiros ascende a 649.990€, com uma taxa de cofinanciamento de 85%., e o projeto já se encontra enquadrado das Grandes Opções do Plano da CMC, com dotações para 2016 e 2017.

PUBLICIDADE

Os seus principais objetivos para a cidade de Coimbra são: criar políticas públicas locais que respondam às necessidades da geração Y; criar ferramentas de comunicação e divulgação; criar um Grupo Local de Ação que envolva agentes e forças vivas nas áreas do Empreendedorismo e Juventude; criar uma rede urbana com vista a influenciar os mecanismos de financiamento; identificar fatores que incentivam os jovens a ficar ou localizarem-se num local em particular; identificar os drivers que influenciam o desenvolvimento de novas empresas em cada uma das cidades participantes e estimular mais empresas; identificar os fatores que influenciam a formação de redes no ecossistema de inovação das indústrias culturais; identificar a existência de mecanismos para reforçar a cultura empresarial local [ex.: criar empresas baseadas no conhecimento; redes especializadas; intercâmbio de experiências (co-working, mentoring, etc.); serviços de apoio aos jovens empresários; apoio jurídico; suporte de tecnologia; criação de modelos positivos (prémios para jovens criadores)]; desenvolver um modelo viável para um novo ecossistema para reter e apoiar jovens empresários em cada cidade participante; promover a partilha de conhecimento e das boas práticas entre os parceiros.

Já para participar, Coimbra deverá operacionalizar um espaço de co-work e identificar potenciais co-workers; promover o desenvolvimento das capacidades da população jovem local, capacitando-a para participar em projetos no âmbito das indústrias culturais e criativas, assim como para criarem o seu próprio emprego; desenvolver plataformas on-line com o objetivo de criar grupos de interesse no âmbito das Comunidades de Conhecimento e Inovação; desenvolver um plano de comunicação interna e externa (dar a conhecer o projeto); promover a criação de oportunidades numa ótica de “sharing economy” (economia de partilha).

Importa ainda referir que o GEN-Y-CITY faz parte do programa URBACT, que visa promover e financiar a constituição de redes de cidades que trabalhem no desenvolvimento de soluções comuns para os desafios urbanos contemporâneos. 

 

 

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE